Busca

Vatican News
Segundo o último relatório da 'Open Doors', a Nigéria, juntamente, com outras nações da África Subsaariana, estão entre os 10 principais países com mais mortes de cristãos Segundo o último relatório da 'Open Doors', a Nigéria, juntamente, com outras nações da África Subsaariana, estão entre os 10 principais países com mais mortes de cristãos  (AFP or licensors)

Igreja incendiada no norte da Nigéria

Recentemente, os bispos de Ibadan, Ilorin, Ondo, Oyo, Ekiti e Osogbo, denunciam as falhas do governo na gestão da segurança nacional.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Homens armados atacaram o povoado de Kikwari, na área do governo local de Kajuru, ateando fogo à Igreja da Sagrada Família e duas moradias. Os moradores fugiram ao serem avisados ​​da chegada dos bandidos. O povoado fica no Estado de Kaduna, no norte da Nigéria.

 “Ao chegar ao povoado, os bandidos armados incendiaram o local de culto e duas casas”, confirmou o comissário estatal de Segurança Interna e Assuntos Internos, Samuel Aruwan, em nota divulgada no domingo, 21 de fevereiro.

Leia também:

Papa faz apelo pela Nigéria

Nigéria. Bispos de Ibadan lançam forte apelo pela segurança no País

No mundo 340 milhões de cristãos perseguidos. Covid agrava discriminações

O comissário disse que o governador El-Rufai condenou o ataque e expressou sua proximidade aos habitantes do vilarejo. Aruwan, disse o governador, "pediu aos fiéis para permanecerem firmes em sua fé e devoção, e considerarem o ataque como um ato perpetrado por inimigos da paz, da humanidade e da diversidade que não terão sucesso, mas serão derrotados pela graça de Deus".

El-Rufai também instruiu a Agência de gestão de emergências do Estado de Kaduna para avaliar com urgência os danos causados ​​e tomar as medidas adequadas. O governador garantiu ainda que os órgãos de segurança vão intensificar as ações de controle na área.

No ataque a outra aldeia, também no Estado de Kaduna, pelo menos duas pessoas foram mortas e outras nove foram sequestradas.

Agência Fides - LM

22 fevereiro 2021, 13:48