Versão Beta

Cerca

Vatican News
Presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce Presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce 

Movimento Focolares. Maria Voce: proximidade e apoio ao Papa

A presidente dos Focolares expressa em seu nome, e de todo o movimento, reconhecimento pelo veemente e repetido pedido de perdão que Francisco dirigiu às famílias das vítimas, e a plena adesão a seu magistério de amor. "Fazemos nossas suas preocupações e suas palavras", afirma Maria Voce.

Cidade do Vaticano

“Santo Padre, conte verdadeiramente com a nossa plena unidade e férvida oração inclusive diante das insídias voltadas a lançar descrédito sobre a Sua pessoa e Sua ação de renovação.” Com essas palavras, a presidente do Movimento dos Focolares, Maria Voce, se dirige ao Papa Francisco numa carta enviada ao Pontífice na quinta-feira (30/08), na qual expressa apoio e oração após os fortes ataques que o atingiram estas últimas semanas.

Fazemos nossas suas preocupações e suas palavras

Maria Voce manifesta ao Papa Francisco sua gratidão pelo recente Encontro Mundial das Famílias realizado em Dublin, na Irlanda, que evidenciou, entre outras coisas, a extraordinária relação criada entre o Papa e os participantes.

Adesão plena ao magistério do Papa

A presidente dos Focolares expressa em seu nome, e de todo o movimento, reconhecimento pelo veemente e repetido pedido de perdão que Francisco dirigiu às famílias das vítimas, e a plena adesão a seu magistério de amor.

Nas chagas da Igreja e da humanidade, Jesus crucificado

“Em toda chaga da Igreja e da humanidade reconhecemos Jesus crucificado e abandonado e, junto ao senhor, Santo Padre, olhamos para Maria para viver com coragem segundo seu exemplo de autênticos discípulos”, continua Maria Voce.

Solicitude e amor do Pontífice para com a humanidade

Por fim, ela agradece ao Papa por sua recente “Carta ao Povo de Deus” que, além de expressar a solicitude e o amor do Santo Padre para com a humanidade, indica “como partilhar o ‘clamor’ que sobe aos céus de quem sofreu e sofre e como comprometer-se a fim de que tais males não se perpetuem. Fazemos nossas suas preocupações e suas palavras”.

(Sir)

31 agosto 2018, 16:21