Cerca

Vatican News
Missa do Papa na Casa Santa Marta (foto de arquivo) Missa do Papa na Casa Santa Marta (foto de arquivo)  (Vatican Media)

Com Missa, novo encontro do Papa com vítimas de abusos no Chile

Papa Francisco encontra segundo grupo de vítimas de abusos no Chile: trata-se de cinco sacerdotes. Na parte da tarde, uma celebração Eucarística na Capela da Casa Santa Marta, no Vaticano.

Cidade do Vaticano

Ás 16h locais deste sábado (02/06), o Papa Francisco celebra a Eucaristia com um grupo de sacerdotes chilenos que foram acolhidos na sexta-feira na Casa Santa Marta, no Vaticano, dando início aos encontros previstos. É o que informa um comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé: “A finalidade desta reunião convocada pelo Papa Francisco – se precisa – é de aprofundar a realidade vivida numa parte dos fiéis e do clero chileno.”

Reconstruir relação sadia entre fiéis e seus pastores

Trata-se de cinco sacerdotes que foram vítimas de abusos de poder, de consciência e sexuais por parte do sacerdote Fernando Karadima e outros seguidores da paróquia do Sagrado Coração da Providência (“El Bosque”), explicava a Sala de Imprensa num comunicado de 22 de maio passado.

“Com a ajuda deste cinco sacerdotes, o Papa busca remediar a ruptura interna da comunidade. Desse modo se poderá começar a reconstruir uma relação sadia entre os fiéis e seus pastores, uma vez que todos tomem consciência de suas feridas.”

O Papa Francisco iniciou este tipo de encontros 27 de abril passado acolhendo três vítimas na Casa Santa Marta, Juan Carlos Cruz, James Hamilton e José Andrés Murillo, com a prioridade de ouvir e pedir perdão.

Além disso, de 15 a 17 de maio passado o Papa encontrou os bispos do Chile, convocados ao Vaticano com uma carta de 8 de abril. Após esse encontro os prelados anunciaram ter colocado seus encargos à disposição do Santo Padre.

A Sala de Imprensa vaticana anunciou num comunicado de 31 de maio passado que “com a finalidade de seguir adiante no processo de reparação e recuperação das vítimas de abusos, nos próximos dias chegarão novamente ao Chile Dom Charles Scicluna e Dom Jordi Bertolomeu, desta vez em missão na Diocese de Osorno, em conformidade com o Papa Francisco”.

 

O Papa fez chegar ao presidente da Conferência Episcopal do Chile uma carta redigida pessoalmente e endereçada a todo o Povo de Deus, em que afirma que “como Igreja” não se pode “prosseguir no caminho, ignorando a dor” de quem sofre, e que “todo processo de revisão e purificação que se está vivendo é possível graças ao esforço e à perseverança de pessoas concretas, as quais também contra toda esperança e descrédito, não se cansaram de buscar a verdade”.

02 junho 2018, 14:59