Busca

Vatican News
Religiosas em Nairobi Religiosas em Nairobi  (AFP or licensors)

Missal no Quênia ganha tradução oficial para língua dos sinais

“Há seis anos iniciamos um trabalho de tradução mais sério de forma a expressar as palavras do Missal sem perder o sentido teológico dos conceitos”, explicou o capelão dos surdos-mudos de Nairóbi, padre José Martinez, que coordenou os trabalhos.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

A Igreja no Quênia finalmente tem uma tradução oficial do Missal Romano na linguagem de sinais. A realizá-la, a Capelania dos surdos-mudos da Arquidiocese de Nairóbi, que se valeu da consultoria de pessoas com deficiência auditiva. Até agora, os textos litúrgicos para surdos e mudos no Quênia eram deixados para a interpretação de tradutores individuais, com o risco de traduções incorretas.

“O rito da Missa é muito técnico e não havíamos conseguido encontrar as terminologias corretas e precisas. Há seis anos iniciamos um trabalho de tradução mais sério de forma a expressar as palavras do Missal sem perder o sentido teológico dos conceitos”, explicou à agência católica africana CISA o capelão dos surdos-mudos de Nairóbi, padre José Martinez, que coordenou os trabalhos.

“Feita a tradução começamos a oferecer formação aos intérpretes litúrgicos e fiéis com deficiência auditiva, que têm necessidade de conhecer o significado da Missa e devem saber responder durante a celebração. Oferecemos formação aos intérpretes para que não interpretarem segundo o seu entendimento, que às vezes se afasta do sentido teológico, mas sigam os códigos convencionais”, acrescentou o sacerdote espanhol.

O opúsculo com as traduções é acompanhado por um vídeo de cinquenta minutos com os textos e gestos correspondentes. Eles serão lançados oficialmente em 5 de dezembro próximo, durante a Missa anual para surdos-mudos.

Vatican News Service - LZ

21 outubro 2020, 12:34