Busca

Vatican News
Peregrinos no santuário de Lourdes, na França, em período de pandemia Peregrinos no santuário de Lourdes, na França, em período de pandemia  (AFP or licensors)

Grupo da diocese de Roma em peregrinação a Lourdes: cobertura da TV e redes sociais católicas

Medidas de segurança rigorosas, da Itália até a França, para prevenir o contágio do coronavírus: máscara obligatória também nos espaços abertos do Santuário Mariano de Lourdes, e não somente nos lugares fechados. Um grupo de 184 pessoas partiu nesta segunda-feira (24) de Fiumicino a Lourdes para a tradicional peregrinação da diocese de Roma. Viagem e celebrações terão cobertura especial pela TV e redes sociais católicas.

Andressa Collet - Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

Um grupo de 184 pessoas da diocese de Roma partiu nesta segunda-feira (24) a Lourdes, na França, onde irão participar de catequeses e celebrações no santuário mariano, sempre respeitando as normas vigentes para prevenir os contágios da Covid-19. “Vamos levar à Maria, à Imaculada, a situação que vivemos e que estamos vivendo para encontrar nela conforto e coragem para poder continuar a nossa jornada como peregrinos neste momento", disse o cardeal-vigário Angelo De Donatis, que conduz a tradicional peregrinação diocesana.

Viagem acontece em respeito às normas anti-Covid

Já o coordenador da peregrinação, Pe. Savino Lombardi, segundo nota divulgada pelo site diocesano, explica que as medidas de segurança sanitária serão cumpridas “escrupulosamente”, desde a Itália até a França: “ou seja, manter as distâncias e usar sempre a máscara em locais fechados, mesmo durante as celebrações e a viagem de avião. Dentro do santuário, vamos manter as máscaras também nos espaços ao ar livre. Ao contrário do passado, em vez da procissão de velas, terá a oração do terço da Gruta; não vai ter nem a procissão eucarística, mas somente a adoração na Basílica de Santa Bernadette".

A viagem – organizada pela Obra Romana de Peregrinações (ORP), uma atividade institucional do vicariato local – é formada por 184 participantes, incluindo 40 padres romanos, além de bispos, e acontece até a próxima quinta-feira (27). O administrador delegado da entidade, Pe. Remo Chiavarini, explica que essa peregrinação da diocese de Roma acontece "há pelo menos 50 anos”, sempre na última semana de agosto. Neste ano, não era uma garantia, devido à pandemia, por isso, “um motivo ainda maior de gratidão, alegria e emoção. Mas também um motivo de grande esperança para a diocese e para todos, porque a vida é mais forte do que as dificuldades".

A cobertura da peregrinação romana

A peregrinação, que ainda acontece durante a pandemia, terá uma cobertura especial por parte dos canais católicos italianos de TV (Tv2000, Telepace e Nsl) e pelas redes sociais (diocese de Roma, ORP, Ewtn Vatican, Ewtn Vaticano e Aci Stampa). A iniciativa é para permitir a outros fiéis de estarem unidos em oração, vivendo a mesma experiência comunitária, seja através das celebrações eucarísticas, da adoração ou de rezar o terço. O diretor de comunicação social da diocese de Roma, Pe. Walter Insero, finaliza, afirmando:

“Quando se parte em peregrinação, não se parte nunca sozinho, para rezar por si mesmo. Transmitir e contar alguns momentos pela TV ou nas redes sociais será uma forma de sentir ainda mais forte a nossa pertença à comunidade diocesana que se reúne como um povo em oração.”

24 agosto 2020, 15:36