Busca

Vatican News

Bispos de Burkina Fasso consagram o país ao Coração Imaculado de Maria

“Este ato é um ato de confiança, fé e esperança de que com Maria, que intercede por nós, Deus nos dará a vitória sobre o mal, sobre o pecado, sobre nossas divisões e, com isso, a força para trabalhar por um mundo mais fraterno, um mundo mais justo; um mundo em que todos contam e todos dão sua contribuição para que as coisas sigam adiante”, afirmam os bispos burquinenses

Cidade do Vaticano

No domingo, 2 de fevereiro, milhares de fiéis provenientes das 17 dioceses de Burkina Fasso e Níger, oeste da África, participaram, como todos os anos, da peregrinação nacional ao Santuário mariano de Yagma, a Lourdes de Burkina Fasso, situado a cerca de 15km da capital Uagadugu. O tema deste ano foi: “A família da Igreja de Deus, com Maria, proclama o Evangelho da misericórdia e da paz”.

Ouça e compartilhe!

Ao término da celebração eucarística, presidida pelo bispo de Dori, dom Laurent Birfouré Dabiré, o Episcopado, ouvindo as solicitações dos fiéis, decidiu consagrar o país ao Coração Imaculado de Maria, Nossa Senhora de Yagma.

“Este ato é um ato de confiança, fé e esperança de que com Maria, que intercede por nós, Deus nos dará a vitória sobre o mal, sobre o pecado, sobre nossas divisões e, com isso, a força para trabalhar por um mundo mais fraterno, um mundo mais justo; um mundo em que todos contam e todos dão sua contribuição para que as coisas sigam adiante”, disseram os prelados.

Dioceses comprometidas a promover a cultura da paz no país

Justamente por esse motivo, para dar sua contribuição, ultimamente, todas as dioceses se comprometeram a promover a cultura da paz no país. Em Uagadugu, por exemplo, disse o cardeal Philippe Nakellentuba Ouédraogo, arcebispo da capita burquinense, foi organizada uma cadeia de oração, iniciada em dezembro, que durará o ano inteiro.

Tratou-se de uma iniciativa de paz que suscitou o apreço do primeiro-ministro, Christophe Joseph Marie Dabiré, presente também ele na peregrinação.

“Essa cadeia de oração organizada por toda a Igreja é um conforto para todos os burquinenses. E nós somos muito felizes que a Família da Igreja em Burkina Fasso se preocupe substancialmente com a questão da paz e da segurança”, disse.

Santuário é uma das principais metas de peregrinação no país

Na homilia, o bispo Laurent, pedindo o retorno da paz na nação, atormentada com os repetidos ataques terroristas, convidou todos a abandonar todo e qualquer ato que possa colocar a convivência em perigo.

“O Santuário mariano de Yagma, situado numa colina na qual foi edificada uma reprodução da Gruta de Lourdes, foi oficialmente proclamado em 1988, pela Conferência Episcopal de Burkina Fasso, 'Centro de peregrinação nacional'.”

Ao longo dos anos a afluência dos peregrinos cresceu continuamente e hoje o lugar é uma das principais metas de peregrinação do país. São João Paulo II o visitou em 29 de janeiro de 1990, por ocasião de sua viagem à África, na qual visitou Cabo Verde, Guiné-Bissau, República de Mali, Burkina Fasso e República do Chade.

05 fevereiro 2020, 11:31