Busca

Vatican News
Bispos da Colômbia renovam apelo a todos os cidadãos em favor da paz no país andino Bispos da Colômbia renovam apelo a todos os cidadãos em favor da paz no país andino 

Bispos colombianos: maior esforço pela tão desejada reconciliação

Apelo dos bispos da Colômbia. No documento episcopal, que tem como título “A busca da paz exige o compromisso de todos”, os prelados evocam as palavras do Papa aos colombianos, e ressaltam: “Este momento, mais do que nunca, requer superar as diferenças políticas, ideológicas, culturais e econômicas, deixar de lado os interesses e os propósitos individuais”

Cidade do Vaticano

No segundo aniversário da visita do Papa Francisco à Colômbia (realizada de 6 a 11 de setembro de 2017), os bispos do país andino renovam o apelo a todos os cidadãos colombianos a “assumir e acelerar o caminho rumo à paz definitiva, à reconciliação pessoal e social e à rejeição da violência como método para superar as desigualdades, e à consolidação da unidade e da institucionalidade”.

Ouça e compartilhe!

Compromisso de todos

No documento episcopal, que tem como título “A busca da paz exige o compromisso de todos”, os prelados evocam as palavras do Papa aos colombianos, e ressaltam: “Este momento, mais do que nunca, requer superar as diferenças políticas, ideológicas, culturais e econômicas, deixar de lado os interesses e os propósitos individuais”.

A partir do momento que “a dignidade da pessoa humana e a defesa da vida são um pilar fundamental sobre o qual se constrói a sociedade”, “deve nos unir a rejeição a toda forma de violência, ameaça, assassínio ou atentado como o que estamos vivendo”. Por isso, os bispos reiteram que “toda forma de violência deve ser excluída da vida política e social”.

Inclusão social

Os prelados convidam a dar sustentação “àqueles que deixaram as armas para reincorporar-se na vida política, econômica e social” e manifestam seu pleno apoio aos que se comprometeram no processo de paz sem armas.

Em seguida, pedem a consolidação dos Programas de Desenvolvimento com abordagem territorial, “como resposta à ausência histórica do estado nas zonas envolvidas no conflito armado”, que são importantes para assegurar a inclusão social e comunitária, reconhecer a dignidade humana, e evitar que se repitam as atrocidades do passado.

Assegurar justiça e verdade

“Não nos esqueçamos que para alcançar a paz é necessário garantir a justiça e a verdade às vítimas, dar resposta às buscas das pessoas consideradas desaparecidas e prever formas de reparação”, prosseguem.

Por fim, reconhecem o trabalho feito pelo governo nacional para alcançar estes objetivos e convidam “todos os cidadãos e as instituições do país a dar urgentemente novos passos para alcançar a unidade, honestidade, a cooperação, a justiça social e o respeito pelos direitos humanos, como ambiente para implantar uma autêntica e indestrutível reconciliação entre os colombianos”.

(Fides)

10 setembro 2019, 14:37