Busca

Vatican News
Igreja do Espírito Santo em Sassia, próxima ao Vaticano Igreja do Espírito Santo em Sassia, próxima ao Vaticano 

Refugiados, detentos e enfermeiros junto ao Papa na Festa da Misericórdia

O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização anunciou que a missa presidida pelo Pontífice na Igreja do Espírito Santo em Sassia, neste domingo (11), vai contar com a presença de detentos de três penitenciárias de Roma, jovens refugiados do Oriente Médio e da África, além de um grupo de enfermeiros. A celebração será transmitida ao vivo pelo Vatican News, com comentários em português.

Andressa Collet - Vatican News

No próximo domingo, 11 de abril, pela segunda vez o Papa Francisco vai presidir a liturgia eucarística na Igreja do Espírito Santo em Sassia, próxima do Vaticano, por ocasião da Festa da Divina Misericórdia. Tanto a missa, celebrada de forma privada, como a recitação do Regina Caeli, que durante o período pascal substitui a oração mariana do Angelus, serão transmitidas ao vivo pelos canais do Vatican News, com comentários em português, a partir das 10h30 na Itália, 5h30 no horário de Brasília.

Os Missionários da Misericórdia

O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização divulgou nesta sexta-feira (9) um comunicado informando que a missa será concelebrada por alguns Missionários da Misericórdia. O grupo vai representar “mais de mil sacerdotes, instituídos durante o Jubileu da Misericórdia, aos quais o Papa confiou um mandato especial, ligado à celebração do Sacramento da Reconciliação e à pregação do mistério da misericórdia divina”. Já as leituras serão feitas por um seminarista, enquanto o serviço litúrgico será realizado por jovens de uma paróquia na periferia de Roma.

Ouça e compartilhe

A misericórdia entre os fiéis presentes

Na missa com o Papa, como expressão dos sinais de misericórdia, também estarão presentes detentos, enfermeiras, pessoas com deficiência e migrantes. Entre eles, jovens refugiados provenientes da Síria, Nigéria e Egito, incluindo dois egípcios pertencentes à Igreja Copta e um voluntário da Caritas da Igreja Católica Síria. O grupo de presos faz parte das penitenciárias do Regina Coeli, Rebibbia e Casal del Marmo de Roma. Já os representantes dos enfermeiros são das Irmãs Hospitalares da Misericórdia e do Hospital Espírito Santo em Sassia.

Em conformidade com os protocolos sanitários para conter o avanço da Covid-19, a presença na celebração será limitada em 80 pessoas. Os voluntários do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, o dicastério da Santa Sé encarregado de organizar a celebração, vão ganhar apoio dos Voluntários da Associação Nacional Carabinieri.

Celebração eucarística inclusiva

Além dos canais do Vatican News, a missa será transmitida em streaming pelo site www.divinamisericordia.it e também haverá tradução na Língua Internacional dos Sinais para acesso inclusivo às pessoas surdas e com dificuldades de audição.

09 abril 2021, 17:26