Busca

Arte que consola
Vatican News

Museus Vaticanos. Vinde, adoremos #7

“Representar o evento do nascimento de Jesus equivale a anunciar o mistério da encarnação do Filho de Deus com simplicidade e alegria”. Estas palavras do Papa Francisco recordam como o nascimento de Jesus inspirou gerações que, no decorrer dos séculos, evangelizaram através da beleza. Todas as semanas, os Museus Vaticanos propõem uma obra-prima das coleções pontifícias acompanhada das palavras dos Papas.

Ghirlandaio, Domenico Bigordi (Firenze 1449 - 1494); Natividade; Compartimento de predela; c. 1492; têmpera e ouro sobre madeira; © Musei Vaticani

Nesta preciosa madeira, a Natividade está reduzida aos seus protagonistas principais: com efeito, faltam a gruta, o boi, o burro e os pastores, que normalmente compõem o cenário do nascimento de Cristo segundo o Evangelho de Lucas e elementos provenientes de alguns textos apócrifos. A ambientação é simplificada ao mínimo: uma parte escura representa a terra e a nuvem celeste está iluminada por uma grande estrela na qual um coral angélico representa o céu. Sobre o fundo de ouro, despontam as figuras com semblantes reais de José, Maria e o pequeno Jesus.

© Musei Vaticani
© Musei Vaticani

“A graça que se manifestou no mundo é Jesus, nascido da Virgem Maria, verdadeiro homem e verdadeiro Deus. Entrou na nossa história, partilhou o nosso caminho. Veio para nos libertar das trevas e nos dar a luz. N’Ele manifestou-se a graça, a misericórdia, a ternura do Pai: Jesus é o Amor feito carne.”

 (Papa Francisco – Missa na Noite de Natal 2013)

 

#abelezanosune
instagram: @vaticanmuseums @vaticannews @vaticannewspt
facebook: @vaticannews
aos cuidados de Paolo Ondarza

27 dezembro 2020, 08:21