Busca

Vatican News
Rua de Bagdá em 23 de dezembro de 2013 Rua de Bagdá em 23 de dezembro de 2013 

Patriarca caldeu pede ao presidente iraquiano que Natal seja feriado nacional

O atual presidente do iraque reconhece o papel das comunidades cristãs na reconstrução do país e reitera seu compromisso em favorecer em todos os sentidos o retorno dos cristãos deslocados aos seus territórios de origem, a começar por Mosul e a Planície de Nínive, abandonados durante os anos de dominação jihadista.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Um projeto de lei para garantir que o Natal seja oficialmente reconhecido como dia festivo em todo o Iraque. Este é o pedido concreto que o Patriarca da Igreja Caldeia, cardeal Louis Raphael I Sako, apresentou ao presidente iraquiano Barham Salih.

Segundo fontes oficiais do Patriarcado Caldeu e da Presidência iraquiana, durante um encontro realizado no último sábado, 17, na residência do presidente, Barham Salih - que é engenheiro curdo formado na Grã-Bretanha, para onde foi expatriado na época do regime de Saddam Hussein - reconheceu e exaltou o papel das comunidades cristãs na reconstrução do país, reafirmando seu compromisso em favorecer em todos os sentidos o retorno dos cristãos deslocados aos seus territórios de origem, a começar por Mosul e a Planície de Nínive, por eles abandonados durante os anos de dominação jihadista.

 

O Chefe de Estado iraquiano também destacou a urgência de pôr fim à discriminação muitas vezes disfarçada que efetivamente impede a participação plena e livre dos cristãos iraquianos na vida política, social e cultural do país.

Em dezembro de 2019, o próprio cardeal Louis Raphael Sako deu instruções para que o Natal fosse celebrado de maneira sóbria, sem momentos de convívio público, como sinal de proximidade às famílias das centenas de mortos e feridos registrados durante os protestos e confrontos de rua que abalaram o país nos meses precedentes e também após a queda do governo liderado por Adel Abdel Mahdi.

Por esse motivo, também haviam sido canceladas as tradicionais visitas de autoridades políticas e religiosas à sede do Patriarcado Caldeu, para a troca de felicitações com o patriarca e seus colaboradores.

Agência Fides - GV

19 outubro 2020, 13:10