Busca

Vatican News
Ajudas enviadas pelas POM sustentará atividades pastorais das paróquias Ajudas enviadas pelas POM sustentará atividades pastorais das paróquias  (AFP or licensors)

Mosteiros, comunidades rurais e paróquias na África e AL recebem ajudas do Fundo Covid criado pelo Papa

Malawui, Angola, República dos Camarões, Colômbia e Bolívia são os países destinatários das ajudas enviadas pelo Fundo Covid-19 criado pelo Papa Francisco junto às Pontifícias Obras Missionárias (POM).

Cidade do Vaticano

Ouça e compartilhe!

A pandemia de Covid-19, que vem marcando a vida das pessoas de todos os continentes há meses, também impõe sérios limites à vida das comunidades eclesiais, que enfrentam dificuldades e situações dramáticas. Para apoiar as Igrejas dos países missionários diante da emergência de Covid-19, o Papa Francisco criou um fundo de emergência junto às Pontifícias Obras Missionárias (POM), que está respondendo aos pedidos de ajuda vindos de dioceses de todo o mundo. A última ajuda foi enviada à África e à América Latina.

Malawi

 

As Clarissas do Mosteiro Mary Queen e Mather, em Lilongwe, Malawi, oferecem com suas orações uma contribuição valiosa e apreciada para a vida da Igreja e do país, apoiando espiritualmente a missão. Elas tiram seu sustento geralmente das pequenas ofertas dos fiéis que se reúnem em oração na capela do mosteiro. Com o fechamento das igrejas como medida para conter a pandemia, as 31 religiosas encontram-se sem os meios econômicos necessários também para pagar as despesas habituais do mosteiro e satisfazer às necessidades básicas, por isso receberam ajuda do Fundo de Emergência das POM.

Angola

 

A Diocese de Kwito-Bié, em Angola, costuma ajudar muitas pessoas pobres, mas a situação criada após a pandemia torna impossível continuar esse serviço de caridade às paróquias e missões. A ajuda enviada pelo Fundo das POM permitirá à diocese apoiar a Rádio Ecclesia, instrumento fundamental para garantir a comunicação e a animação espiritual neste período de isolamento.

 

República dos Camarões

 

A Arquidiocese de Yaoundé, na República dos Camarões, abrange a capital política do país, portanto, local onde muitas pessoas se cruzam em função do trabalho ou outros negócios, tornando-a um dos lugares mais expostos à pandemia. Os esforços realizados pelos serviços de saúde da diocese para a prevenção da saúde são limitados e não podem cobrir as inúmeras exigências de uma cidade com cerca de 2 milhões de habitantes. A necessidade mais urgente relatada ao Fundo POM diz respeito à esterilização das instalações e à conscientização dos fiéis das 162 paróquias dos 23 Centros Eucarísticos da diocese sobre a luta contra o coronavírus.

A Diocese de Ngaoundéré está localizada no norte dos Camarões, onde os católicos representam 20% da população. A maior parte de suas 26 paróquias está localizada na área rural, onde não apenas trabalham na evangelização, mas também para ajudar a melhorar as condições de vida dessa população por meio de escolas e centros de saúde.

Sacerdotes, religiosas, seminaristas, catequistas, animadores das comunidades eclesiais contribuem generosamente para a ação da Igreja. Em março foi registrado o primeiro caso de Covid-19, sendo então comunicadas todas as disposições destinadas a conter a pandemia, tanto pelo Estado como pela Igreja. Diante desta situação, a maior parte da população viu-se incapaz de ganhar seu pão diário. A suspensão dos encontros de oração e catequese não permitiu mais, entre outras coisas, coletar ofertas para o sustento de paróquias e pastorais.

Colômbia

 

O lar de idosos San Pedro Claver, localizado no Vicariato Apostólico de San Andrea, Providencia e Santa Catalina, Colômbia, não possui mais recursos para auxiliar seus hóspedes. Anualmente é organizado um festival de comida para coletar contribuições e ofertas, mas com a pandemia deste ano, isso não foi possível. Dos 38 idosos hospedados, nem todos são capazes de contribuir economicamente para o gerenciamento da casa.

 

A ajuda enviada pelo Fundo de Emergência das POM, também será usada para apoiar alguns sacerdotes que não têm mais meios de subsistência e que até agora haviam também contribuído para as despesas do Vicariato.

Bolívia

 

No Vicariato Apostólico de Camiri, Bolívia, este ano de 2020 marca o 25º aniversário do nascimento do clero diocesano, que se juntou aos missionários a serviço desta Igreja local em território missionário. Nas paróquias, sempre realizaram esforços para conscientizar os fiéis da necessidade de se auto sustentar economicamente, mantendo as estruturas e os agentes pastorais a serviço da comunidade.

Durante esse período de pandemia, foram promovidas várias formas de ajuda solidária em favor de pessoas em dificuldade, mas com as igrejas fechadas e o medo de contágio, não foi mais possível fazer a coleta de ofertas entre os fiéis. A assistência do Fundo POM será destinada aos serviços básicos e às atividades pastorais das paróquias, realizadas quer por sacerdotes diocesanos como religiosos, bem como para as famílias de alguns catequistas em dificuldade.

Para aqueles que desejarem contribuir, os dados bancários são: IBAN IT84F0200805075000102456047 (SWIFT UNCRITMMM), em favor de Administração Pontifícias Obras Missionárias, indicando: Fondo Coronavírus (Fundo Coronavírus).

Para maiores informações sobre número de conta, entrar no site das Pontifícias Obras Missionárias, clicando aqui.

 (SL - Agência Fides)

22 julho 2020, 10:57