Busca

Vatican News
Papa Francisco com as crianças do Dispensário Santa Marta, dezembro de 2019 Papa Francisco com as crianças do Dispensário Santa Marta, dezembro de 2019  (Vatican Media)

As crianças pobres não podem esperar

O jornal da Santa Sé, l’Osservatore Romano publicou um artigo sobre a reabertura do dispensário pediátrico Santa Marta, no Vaticano, pronto para recomeçar o serviço de assistência gratuita.

Valentina Giacometti/Mariangela Jaguraba

O dispensário pediátrico Santa Marta está pronto para recomeçar. Como bom “vizinho” do Papa Francisco, pois a sede, no Vaticano, está próxima à Casa Santa Marta, está se preparando para recomeçar o serviço de assistência a famílias pobres com crianças pequenas, obviamente, respeitando as indicações para conter a difusão do coronavírus.

“Os pobres, especialmente as crianças pobres, não podem esperar e nunca devem ser deixadas sozinhas, sobretudo agora”, disse a diretora do dispensário, irmã Antonietta Collacchi. No final de semana, ela encheu o depósito com a última doação, pronta para ser entregue às famílias assistidas. Chegaram 500 pombas de Páscoa, muitos ovos de chocolate e doces, doados por Castroni e Caffarel. Os produtos foram entregues pelos voluntários da Associação Nacional da Polícia Militar.

Ouça e compartilhe

“Estamos à sua disposição e sempre na linha de frente para apoiar quem precisa e precisará de ajuda”, disse o coordenador regional da associação, Enrico Lorenzetti. É “um gesto importante para as famílias, em vista da nossa reabertura gradual”, frisou irmã Antonietta. Um gesto generoso e certamente não isolado: é consolidada a geminação entre o dispensário e os atletas olímpicos das Chamas Amarelas, da Polícia Fiscal, através do vínculo solidário da Athletica Vaticana. Depois da festa organizada no Natal, eles entregaram alguns carrinhos de bebê.

É com esse estilo aberto que o dispensário se prepara para celebrar o centenário de seu serviço “como um coração pulsante de caridade dentro dos muros do Vaticano”, afirma a religiosa. Um compromisso lembrado pelo Papa Francisco em 25 de março passado, durante a missa matutina na capela da Casa Santa Marta. «O Papa rezou por nós, filhas da caridade de São Vicente de Paulo, que prestam serviço no dispensário há 98 anos”, disse irmã Antonietta, e por nossas irmãs que trabalham com os pobres e os doentes, arriscando e dando a vida”. Francisco conhece bem o dispensário: é com essa animada “família” que ele simplesmente comemora o seu aniversário.

Sob o impulso das palavras do Papa, explica a religiosa, “continuaremos a oferecer cada vez mais e melhor assistência médica gratuita aos necessitados e a distribuir produtos para as crianças e aqueles que não puderem comprar. Qual é o “segredo”? A resposta de irmã Antonietta é admirável: “A Providência nunca deixa de nos surpreender! Em nosso caminho, sempre encontramos mulheres e homens sensíveis que nos ajudam a fazer os “nossos” filhos sorrirem junto com seus pais.”

A comunidade do dispensário, apoiada por voluntários e médicos que, gratuitamente, garantem profissionalismo e tempo, está desenvolvendo um sistema para ficar próximo, em segurança, daqueles que hoje mais precisam de ajuda. “Não vemos a hora de nos reencontrar aqui no dispensário, em nossa “pequena Galiléia”, onde Jesus nos precede e onde sempre podemos encontrá-lo nos gestos de amor daqueles que se colocam à disposição dos outros”, conclui com um sorriso irmã Antonietta.

05 maio 2020, 10:25