Busca

Vatican News
O bispo de Gozo (Malta), Dom Mario Grech O bispo de Gozo (Malta), Dom Mario Grech 

O maltês Grech será o sucessor de Baldisseri na Secretaria do Sínodo

O Papa nomeou o bispo de Gozo como Pró-Secretário-Geral. O anúncio foi dado pelo cardeal Baldisseri na vigília da Assembleia sinodal dedicada à Amazônia.

Cidade do Vaticano

O bispo de Gozo (Malta), Dom Mario Grech, foi nomeado Pró-Secretário-Geral do Sínodo dos Bispos e destinado a suceder ao cardeal Lorenzo Baldisseri. Foi o próprio purpurado italiano a dar a notícia ao meio-dia de 2 de outubro de 2019, a poucos dias do início do Sínodo para a Região Pan-amazônica.

O Pró-Secretário-Geral assumirá sua função ao lado do Cardeal Baldisseri "para tomar conhecimento direto da instituição e dos seus membros e adquirir consciência dos processos e das instâncias de competência”. Dom Grech cumprirá sua função de Pró-Secretário-Geral até o final do mandato do purpurado italiano e, então, assumirá o cargo de Secretário-Geral.

A nomeação do Papa Francisco, portanto, prevê já uma sucessão à frente da Secretaria sinodal assim que for aceita a renúncia apresentada pelo Cardeal Baldisseri, que completará 80 anos em setembro de 2020.

O Cardeal concluiu a sua declaração anunciando que, na qualidade de Pró-Secretário-Geral, o bispo Grech “participará como membro da iminente Assembleia Sinodal, que terá início em 6 de outubro”. Quanto à diocese de Gozo, Dom Grech exercerá a função de administrador apostólico até a nomeação de um novo bispo.

Biografia

Nascido em 20 de fevereiro de 1957 a Qala, Grech foi ordenado sacerdote em 1984 e nomeado bispo de Gozo em novembro de 2005 por Bento XVI. Pequena ilha no centro do mar Mediterrâneo, Gozo é parte da República de Malta, com uma população de cerca 32 mil pessoas. A diocese é uma das menores da Igreja Católica, mas apresenta uma das taxas mais altas de sacerdotes em relação à população.

02 outubro 2019, 12:00