Busca

Vatican News

Vaticano: nesta quinta-feira, começa o retiro espiritual para os líderes do Sudão do Sul

Realiza-se nos dias 10 e 11 de abril, na Casa Santa Marta, no Vaticano, o retiro espiritual com a participação de autoridades civis e eclesiásticas do Sudão do Sul. O discurso do Papa está previsto para a tarde de quinta-feira.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco aprovou a proposta apresentada pelo Arcebispo de Cantuária, Justin Welby, Primaz da Igreja Anglicana, de organizar um retiro espiritual, na Casa Santa Marta, no Vaticano, que terá início nesta quarta-feira, com a participação das máximas autoridades civis e eclesiásticas do Sudão do Sul.

A notícia foi divulgada, nesta terça-feira (09/04), pelo diretor interino da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisotti, que na semana passada havia anunciado a possibilidade desse evento.

Participantes civis e eclesiásticos

As autoridades civis que participam do retiro são os membros da presidência do Sudão do Sul, que no âmbito do “Acordo Revitalizado sobre a Resolução de Conflitos no Sudão do Sul” assumirão altos cargos de responsabilidade nacional em 12 de maio próximo. São eles: o Presidente da República, Sr. Salva Kiir Mayardit, e quatro dos cinco vice-presidentes designados: Sr. Riek Machar Teny Dhurgon, Sr. James Wani Igga, Sr. Taban Deng Gai, e a Sra. Rebecca Nyandeng De Mabior.

Ouça a reportagem

Da parte das autoridades eclesiásticas do país, participam do evento os oito membros do Conselho de Igrejas do Sudão do Sul. Os pregadores do retiro são o arcebispo de Gulu, Uganda, dom John Baptist Odama, e o presidente da Conferência dos Superiores Maiores da África e Madagascar, pe. Agbonkhianmeghe Orobator, S.J.

Oração, reflexão e reconciliação

Esse evento ao mesmo tempo ecumênico e diplomático, é organizado de comum acordo entre a Secretaria de Estado e o Departamento do Arcebispo de Cantuária, com o objetivo de oferecer, da parte da Igreja, uma ocasião profícua para a reflexão e oração, e também para o encontro e a reconciliação, num espírito de respeito e confiança, para aqueles que, neste momento, têm a missão e a responsabilidade de trabalhar por um futuro de paz e prosperidade do povo do Sudão do Sul.

Discurso do Papa

O retiro se concluirá na tarde de quinta-feira (11/04), quando às 17h, o Santo Padre pronunciará um discurso.

A seguir, será entregue aos participantes do encontro uma Bíblia assinada pelo Papa Francisco, pelo Primaz da Igreja Anglicana, Justin Welby, e pelo Rev. John Chalmers, ex-Moderador da Igreja Presbiteriana da Escócia, com a mensagem “Procure o que une. Supere o que divide”.

Por fim, será dada a bênção aos líderes do Sudão do Sul que assumirão o compromisso comum com a paz.

09 abril 2019, 13:24