Cerca

Vatican News
Cardeal Sérgio da Rocha Cardeal Sérgio da Rocha 

Card. Sérgio da Rocha: passos maiores nos campos da prevenção, justiça e assistência

Cardeal Sérgio da Rocha, presente no Encontro "Proteção de Menores na Igreja" no Vaticano afirma: "Queremos dar passos ainda maiores, além daqueles que já temos conseguido”.

Silvonei José – Cidade do Vaticano

Conclui-se neste domingo o encontro no Vaticano sobre a proteção dos menores: tomada de consciência, escuta das vítimas, responsabilidade dos bispos e transparência. Foram quatro dias de trabalhos que marcam a vida da Igreja.

O primeiro objetivo do encontro foi a tomada de consciência de que o abuso contra menores por parte de clérigos e religiosos representa um ato abominável. Um ato que traspassa para sempre a alma de crianças confiadas por seus pais aos sacerdotes para que os educassem na fé. Pela primeira vez o tema foi abordado em chave global, segundo as várias experiências e culturas.

O evento que se realizou no Vaticano foi sobretudo um evento eclesial, um diálogo entre pastores em comunhão com o Sucessor de Pedro.

Entre os participantes estava o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, o arcebispo de Brasília, cardeal Sérgio da Rocha.

Falando à Rádio Vaticano, Dom Sérgio agradeceu ao Papa pela iniciativa e falou da responsabilidade que um encontro como esse produz para os pastores.

Ouça a reportagem

“Primeiramente devemos agradecer, e muito, ao Papa Francisco por essa iniciativa. Estamos nestes dias manifestando a ele não só o nosso agradecimento, mas também o nosso apoio, a acolhida sincera e firme das orientações que ele tem oferecido para a toda a Igreja, especialmente neste âmbito da superação dos abusos e da protecção dos menores”.

“Nós retornamos desse encontro – continuou Dom Sérgio -, redobrando nossos esforços para combater casos de abusos, mas sobretudo para prevenir casos de abusos, para dar maior assistência às vítimas e também colaborar no âmbito da justiça”.

“Queremos dar passos ainda maiores, além daqueles que já temos conseguido”. No Brasil – frisou o Presidente da CNBB – “nós já temos uma Comissão dentro da Conferência Episcopal que procura acompanhar e assessorar os bispos e suas dioceses quando ocorrem casos. Temos também um texto muito valioso da Pastoral das vítimas de abuso sexual. Esperamos a partir desse encontro dar passos ainda maiores nos campos da prevenção, da justiça e da assistência às vítimas”.

Com certeza, - finalizou dom Sérgio - vamos ter momentos em que os bispos reunidos em Assembleia Geral, seja nos regionais, poderão tratar melhor os passos a serem dados. Nós estamos acolhendo com uma disposição muito firme, muito sincera, de por em prática tudo aquilo que estiver sendo orientado e proposto para o conjunto da Igreja”.

23 fevereiro 2019, 16:29