Cerca

Vatican News
Card. Parolin encontra Associação Rondine Card. Parolin encontra Associação Rondine 

Card. Parolin: “Política precisa de novos líderes de paz”

A Associação Rondine encontrou-se com o Corpo Diplomático junto à Santa Sé. O apoio do Secretário de Estado cardeal Parolin à Campanha Leaders for Peace. No dia 3 de dezembro, a audiência com o Papa Francisco e o discurso às Nações Unidas por ocasião do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Silvonei José - Cidade do Vaticano

"A política deve redescobrir seu papel de mediação social para construir o bem comum e uma disposição a colaborar na busca de soluções compartilhadas, tanto internacionalmente nas relações entre os Estados quanto dentro da sociedade civil, em face da prevalência de novas formas de ódio e intolerância. Um contexto que hoje coloca em grave perigo a interlocução sobre os direitos humanos que temos o dever de proteger e implementar". Estas as palavras do Secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, por ocasião do encontro da delegação de Rondine com o Corpo Diplomático junto à Santa Sé, promovido em colaboração com o Embaixador George Poulides, Decano do Corpo Diplomático, realizado nesta quarta-feira, dia 28 de novembro, na Sala Antiga do Sínodo, no Vaticano.

Precisamos de uma nova classe dirigente capaz de dialogar

"O compromisso da Santa Sé é promover o mais amplo confronto possível com todos os sujeitos e instituições que trabalham para proteger os direitos humanos e promover o bem comum e o desenvolvimento social – continuou o Secretário de Estado – por isso hoje exprimo o apoio a Rondine e ao seu compromisso de vinte anos em construir uma sociedade pacífica a partir da formação dos jovens, para que eles possam se tornar a nova classe dominante da qual se tem uma necessidade urgente, capaz de dialogar e encontrar soluções para os conflitos cada vez mais difundidos e diferentes, colocando ao centro o bem comum e o respeito pelos direitos de todos, começando pelos mais fracos".

Rondine está comprometida em formar jovens líderes de paz

Uma mensagem forte, a do cardeal Parolin, unido ao apoio à campanha global de três anos dos Leaders for Peace, apresentada na ocasião por Rondine, que está empenhada em formar jovens líderes de paz com um novo método - o Método Rondine, de fato - pedindo aos Estados para apoiar esta ação, destinando à mesma uma soma simbólica do seu orçamento. Uma ação de formação visando, ao mesmo tempo, os futuros líderes e os sistemas nacionais de educação, para que relancem a educação aos direitos humanos.

Apelo lido ao Corpo Diplomático por dois jovens de origem palestina e israelense

O apelo - que foi apresentado no dia 11 de outubro passado ao Presidente da República Italiana, Sérgio Mattarella e no próximo dia 3 de dezembro será apresentado ao Papa Francisco - foi lido por dois jovens de origem palestina e israelense ao Corpo Diplomático. "Pedimos para que façam seu esse apelo e para assiná-lo - disse o presidente e fundador de Rondine Franco Vaccari dirigindo-se aos embaixadores - a partir do envolvimento de colegas Representantes de seus respectivos Estados na ONU, para que o início desta campanha trienal, no próximo 10 de dezembro, em Nova York, ganhe imediatamente grande força moral e política". De fato, o mesmo Apelo também será apresentado aos Estados membros das Nações Unidas, no Palácio de Vidro em Nova York, por ocasião do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos: Rondine fará um discurso a convite do Ministério das Relações Exteriores italiano para levar a sua experiência sobre a transformação do conflito.

Formar líderes de paz para disseminar no mundo um novo registro educacional

"Esses jovens, juntos, mantiveram alta a lealdade de pertencer a seus povos, mas ao mesmo tempo identificaram e dissolveram as imagens negativas do inimigo. Rondine escolheu a concretude, quer avançar cultivando esperanças dessa maneira, passo a passo", concluiu Vaccari. "Formar líderes de paz para disseminar no mundo um novo registro educacional. Formar muitos com um novo método que saiba enfrentar o sofrimento e retirar do planeta o supremo sofrimento da guerra. Eis a tarefa que hoje podemos compartilhar e, caminhando, realizar!”

 

28 novembro 2018, 17:04