Versão Beta

Cerca

Vatican News
Novos cardeais na Basílica de São Pedro em 28 de junho de 2018 Novos cardeais na Basílica de São Pedro em 28 de junho de 2018  (Vatican Media)

Nomeação de núncio para Colômbia e Tomada de Posse do Título cardinalício

O Papa Francisco nomeou novo núncio para a Colômbia. E no próximo sábado e domingo tomam Posse do Título de uma igreja em Roma os cardeais Joseph Coutts, arcebispo de Karachi, e Dom Luis Francisco Ladaria Ferrer, SI, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

Cidade do Vaticano

O Santo Padre nomeou esta quinta-feira núncio apostólico na Colômbia a Dom Luis Mariano Montemayor, arcebispo titular de Illici.

Já o Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice, comunica as seguintes Tomadas de Posse do Título cardinalício:

No sábado, 29 de setembro de 2018, às 18 horas, o cardeal Joseph Coutts, arcebispo de Karachi, tomará Posse do Título da Igreja São Bonaventura da Bagnoregio, na Via Marco Calidio, 22.

Domingo, 30 de setembro de 2018, às 11h30, o cardeal Luis Francisco Ladaria Ferrer, SI, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, tomará Posse da Diaconia de Santo Inácio de Loyola no Campo Marzio, Via del Caravita 8 / A.

Tomada de posse do Título de uma igreja em Roma

 

No Consistório em que é criado cardeal, cada purpurado recebe do Papa o barrete, o anel e a designação de uma igreja de Roma, como sinal visível de unidade com o Pontífice e participação ao governo da Igreja universal.

A partir daquele momento, ele torna-se um “padre romano”, “titular” daquela igreja e estabelece com aquela comunidade uma relação de proximidade e de participação.

Depois da entrega do pergaminho com a indicação do título, é previsto que o novo cardeal “tome posse” da sua igreja, celebrando a Missa, quase sempre festiva, com os fiéis.

Geralmente, para os arcebispos que residem longe de Roma, isto ocorre algum tempo após o Consistório. Assim, não são raras as “tomadas de posse” por ocasião de Solenidades litúrgicas e festas patronais de certa importância.

O rito

 

O rito de tomada de posse é bastante simples. Após o anúncio da cerimônia pelo Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice, o cardeal, acompanhado por um cerimoniário Papal, é acolhido na porta da igreja pelo pároco ou pelo reitor, que apresenta a ele o Crucifixo em sinal de veneração. Segue a procissão até o altar e a celebração da Missa. Ao final, o cerimoniário lê a bula com a atribuição do “título” ao cardeal, que a seguir encontra a comunidade para um momento de festa e de conhecimento recíproco.

Como sinal da atribuição do título, é colocado na fachada da igreja, ao lado daquele do Papa, também o seu brasão cardinalício.

A partir daquele momento, o cardeal irá procurar participar da vida pastoral da paróquia.

Normalmente ele é convidado para presidir as celebrações nas Solenidades do Natal e Páscoa, mas também para administrar  Sacramentos.

 

27 setembro 2018, 12:01