Versão Beta

Cerca

Vatican News
Consistório na Basílica de São Pedro, em 2017 Consistório na Basílica de São Pedro, em 2017 

Na próxima quinta-feira, Consistório para a criação de novos cardeais

Papa Francisco presidirá o Consistório Ordinário Público para a criação de novos cardeais e celebrará a Eucaristia da Solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo. O Vatican News transmitirá as duas celebrações com comentários em português.

Cidade do Vaticano

Na próxima quinta-feira, 28 de junho, às 16h locais, na Basílica de São Pedro, o Papa Francisco presidirá o Consistório Ordinário Público para a criação de novos cardeais, imposição do barrete, entrega do anel e atribuição do título ou diaconato.

 

Na sexta-feira, 29, às 9h30 locais, na Praça de São Pedro, o Papa abençoará os pálios sagrados, destinados aos novos arcebispos metropolitanos, e celebrará a Eucaristia da Solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo.

O Vatican News transmitirá os dois eventos, com comentários em português, a partir das 11 horas do dia 28 e das 4h30, no dia 29 (horário de Brasília).

O Papa Francisco havia anunciado este novo Consistório para a criação de 14 novos cardeais em 20 de maio de 2018, Domingo de Pentecostes. 11 deles são eleitores, com menos de 80 anos. Somam-se a estes outros três com mais de 80 anos.

Os novos cardeais são:

- Louis Raphael I Sako, patriarca de Babilônia dos Caldeus, Iraque; 

- Luis Ladaria Ferrer, jesuíta espanhol, desde 1º de julho de 2017  Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé;

- Angelo De Donatis, Vigário do Santo Padre para a Diocese de Roma, italiano;

- Giovanni Angelo Becciu, Substituto da Secretaria de Estado, italiano;

- Konrad Krajewsky, polonês, esmoleiro  pontifício;

- Joseph Coutts, arcebispo de Karachi, Paquistão;

- António dos Santos Marto, português, bispo de Leiria-Fátima;

- Pedro Ricardo Barreto Jimeno, jesuíta, arcebispo de Huancayo, Peru;

- Désiré Tsarahazana, arcebispo de Toamasina, Madagascar;

- Giuseppe Petrocchi, arcebispo de L’Aquila, Itália;

- Thomas Aquino Manyo Maeda, arcebispo de Osaka, Japão. 

Os três cardeais com mais de 80 anos, portanto não eleitores, que “se distinguiram por seu serviço à Igreja”, são:

- Sérgio Obeso Rivera, arcebispo emérito de Xalapa, México;

- Toribio Ticona Porco, prelado emérito de Corocoro, Bolívia;

- Padre Aquilino Bocos Merino, dos missionários claretianos, o único que não é bispo dentre as nomeações.

 

24 junho 2018, 11:04