Versão Beta

Cerca

Vatican News
Processo IOR Processo IOR 

Processo IOR: primeira audiência para Caloia e Liuzzo

Quase quatro horas para a primeira audiência inteiramente dedicada a questões preliminares. Cerca de sessenta as testemunhas até agora convocadas.

Cidade do Vaticano

Teve início na manhã desta quarta-feira (09/05), às 9h10, no Tribunal do Vaticano, o processo penal por peculato e autolavagem de dinheiro contra o ex-presidente do Instituto de Obras de Religião, o prof. Angelo Caloia, hoje com 79 anos, e o advogado de noventa e cinco Gabriele Liuzzo, ausente do tribunal e declarado contumaz.

57 milhões de euros
Os dois, segundo a acusação, teriam se apropriado de cerca de 57 milhões de euros no âmbito dos desinvestimentos imobiliários iniciados pelo Instituto entre 2001 e 2008. A audiência de hoje durou pouco menos de quatro horas e foi dedicada às questões preliminares.

Ior e Sgir
Confirmado, apesar das exceções levantadas pela defesa dos acusados, a validade da constituição na qualidade de parte civil do IOR e da empresa imobiliária Sgir, com participação de 100% do Instituto vaticano.

Até o dia 18 de maio, os esclarecimentos resumidos

O Tribunal adiou a audiência para uma data a ser decidida e fixou o prazo de 18 de maio para depositar "todos os esclarecimentos resumidos e todas as investigações preliminares das partes envolvidas". Serão ainda nomeados pelo Tribunal especialistas, e estabelecido o prazo para a tradução para o italiano de alguns documentos em inglês. O Tribunal também solicitou o reexame do número de numerosas testemunhas solicitadas pelas partes, incluindo vários cardeais.

09 maio 2018, 17:39