Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Milhares de religiosos e religiosas acolhem o dom da vocação com alegria e disponibilidade Milhares de religiosos e religiosas acolhem o dom da vocação com alegria e disponibilidade  (Vatican Media)

Dia Mundial da Vida Consagrada: vocações que anunciem a alegria do Evangelho e o amor de Deus

São milhares os consagrados e consagradas no mundo inteiro que acolhem o dom da vocação com alegria e disponibilidade nos múltiplos carismas, que em sua vida buscam o rosto de Deus, comprometendo-se a construir a paz e a fraternidade, apesar das dificuldades, lê-se no comunicado.

Cidade do Vaticano

“2 de fevereiro, festa da Apresentação do Senhor, a Igreja celebra o Dia Mundial da Vida Consagrada. Neste dia, de agradecimento e de oração pelo dom das vocações, o Santo Padre presidirá à celebração Eucarística às 17h locais na Basílica de São Pedro”: é o que informa um comunicado da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica.

Pedir ao Senhor o dom de novas vocações

São milhares os consagrados e consagradas no mundo inteiro que acolhem o dom da vocação com alegria e disponibilidade nos múltiplos carismas, que em sua vida buscam o rosto de Deus, comprometendo-se a construir a paz e a fraternidade, apesar das dificuldades.

“Vivemos um momento da história humana necessitada de um sentido vocacional da vida. Precisamos de um projeto, de uma fonte de sentido existencial, repleto de alegria e de esperança. Desde a experiência batismal, inseridos na vida de Deus e na sua família, a Igreja, nós consagrados somos herdeiros do patrimônio vocacional e carismático da Igreja e sentimos a alegria e o dever de protegê-lo e promovê-lo”, ressalta o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, cardeal João Braz de Aviz.

Celebrar o Dia Mundial da Vida Consagrada é ocasião de festa, de compromisso e de súplica ao Senhor pelo dom de novas vocações que renovem o rosto da Igreja e do mundo, que anunciem a alegria do Evangelho e o amor de Deus que dá sentido à existência, lê-se ainda no comunicado.

24 janeiro 2018, 16:35