Cerca

Vatican News
Sede do IOR Sede do IOR   (AFP or licensors)

Relatório Moneyval: Santa Sé, progressos contra a lavagem de dinheiro

Criada uma Unidade especializada em investigações de crimes econômicos e financeiros no Corpo da Gendarmaria.

Silvonei José - Cidade do Vaticano 

O Comitê Moneyval acolheu “positivamente” os progressos feitos nos últimos dois anos. É quanto se lê em um comunicado da Sala de Imprensa vaticana sobre a adoção, na quarta-feira passada, pela Assembléia Plenária de Moneyval, do terceiro Relatório Progresso da Santa Sé / Estado da Cidade do Vaticano.

O Comitê de Peritos para a avaliação das medidas contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do Terrorismo observou, em particular, a “criação de uma Unidade especializada em investigações de crimes econômicos e financeiros no Corpo da Gendarmaria e a nomeação de um Promotor de Justiça adjunto especializado”.

Também reconheceu que a Autoridade de Informação Financeira (AIF) “desempenha eficientemente suas funções” como Unidade de Informação Financeira e de Vigilância e regulamentação.

Além do mais foram evidenciados o “estabelecimento de um sistema de sinalização operacional e sustentável, bem como o significativo grau de cooperação internacional”. Todavia, prossegue o texto, “ainda existem áreas para ulteriores melhoramentos, particularmente na área de ‘law enforcement’ (aplicação da lei) e judiciário”.

A adoção do último Relatório - explica a nota - faz parte do procedimento ordinário previsto pelas regras do Moneyval. A Santa Sé recorda-se enfim, está empenhada em adotar “as ações necessárias nas áreas relevantes, a fim de fortalecer seus esforços para combater e prevenir crimes financeiros”.

08 dezembro 2017, 13:10