Versão Beta

Cerca

Vatican News
Domus Santa Marta, a casa onde mora o Papa Domus Santa Marta, a casa onde mora o Papa 

Presépio na Casa Santa Marta: "no respeito pela Criação"

O autor, Alessandro Di Placidi, criou uma obra simples e centrada na natureza e na chegada do Menino Jesus.

Cristiane Murray – Cidade do Vaticano

Assim como em nossos lares, também a casa do Papa tem o seu presépio. A estrutura montada este ano na Casa Santa Marta tem como inspiração principal a defesa da Criação.

Ali, no andar térreo, Jesus nasce dentro de uma gruta, simbolizando o ventre da mãe-terra. O Salvador se faz homem circundado pela natureza, selvagem e ancestral.

E nesta ótica do cuidado com a terra, que o homem está pouco a pouco destruindo, não existem casas na cena, como explica o autor, Alessandro Di Placidi.

A cena

No presépio da casa de Francisco, as rochas da gruta tem o aspecto das pedras do Lácio; elementos naturais se misturam com as tecnologias mais modernas para reproduzir de modo mais fiel possível as cores e a morfologia do território que circunda Roma.

Ao lado do Menino Jesus aparecem Maria e José, o asno e o boi e dois anjos que os louvam. À direita, vê-se um fogareiro que aquece um pastor e suas ovelhas enquanto se dirigem para a gruta. Há também outro pastor que toca uma gaita de foles e acompanha todo o rebanho ao centro do presépio: o Messias que vem salvar a humanidade.

Respeito e discrição

A obra é repleta de detalhes e particulares artísticos. O autor utilizou material reciclado e todas as pequenas imagens são coloridas. A intenção é provocar uma reflexão sobre o nascimento do Filho de Deus que não chega na história com violência e potência, mas ao contrário, respeita humildemente a humanidade e a natureza.

(Osservatore Romano)

23 dezembro 2017, 16:57