Busca

Vatican News
Distribuição de alimentos por missionária italiana no Acre Distribuição de alimentos por missionária italiana no Acre   (Archivio della Diocesi di Rio Branco)

O agradecimento do Papa aos missionários que dão testemunho de Jesus a um alto preço

Nas saudações após o Angelus, o Papa aplaude os anunciadores que levam o Evangelho onde não é conhecido, "não por proselitismo", e recorda as novas Beatas: Irmã Lúcia da Imaculada e a jovem Sandra Sabattini.

Alessandro De Carolis - Cidade do Vaticano

Ouça e compartilhe!

Os aplausos da Praça de São Pedro dirigiram-se àquelas fronteiras geográficas e culturais extremas, que os missionários do século XXI alcançam levando o Evangelho, não sem riscos muito graves. Os aplausos, no Dia Mundial das Missões, são pedidos diretamente por Francisco, que então aplaude juntamente com os 12 mil presentes na Praça São Pedro. A gratidão do Papa é dirigida aos “sacerdotes, religiosos, religiosas e fiéis leigos”, apóstolos contemporâneos que, como afirma, estão “na linha da frente”.

Gastam suas energias a serviço da Igreja, pagando em primeira pessoa - às vezes um preço alto - por seu testemunho. E o fazem, não para fazer proselitismo, mas para dar testemunho do Evangelho em suas vidas em terras que não conhecem Jesus.

 

As novos Beatas, serviço e entusiasmo

 

Pouco antes, Francisco havia pedido uma primeira salva de palmas para as duas Beatas que entre sábado e hoje passam a ser veneradas, Da Irmã Lúcia da Imaculada, das Servas da Caridade, beatificada em Brescia, o Papa recorda sua característica de “mulher mansa e acolhedora”, falecida aos 45 anos “depois de uma vida passada ao serviço do próximo, mesmo quando a doença a enfraqueceu no corpo, mas não no espírito”.

 De Sandra Sabattini - a estudante de medicina falecida aos 22 anos num acidente de automóvel - o traço em evidência é antes de tudo o da "jovem alegre, animada por grande caridade e oração quotidiana", a "serviço dos mais fracos" com entusiasmo, "na esteira do carisma do Servo de Deus padre Oreste Benzi”.

As outras saudações de Francisco aos diversos grupos da praça são dirigidas aos participantes da Semana Social dos Católicos Italianos que se encerra em Taranto, aos membros das comunidades peruana e filipina, às religiosas capitulares das Filhas do Sagrado Coração de Jesus, à Comunidade Emmanuel. A seguir, uma saudação especial aos participantes da "maratona" de Treviso a Roma e àqueles que estão percorrendo o "Caminho" da Sacra di San Michele ao Monte Sant'Angelo, entre os quais também o engenheiro que sofre de ALS, Matteo Gamerro.

24 outubro 2021, 12:52