Busca

Vatican News

Audiência Geral, Papa relança convite para rezar o Terço

No final de sua catequese de quarta-feira, Francisco convidou novamente os fiéis a aderirem à iniciativa de oração que, durante todo o mês de maio, une 30 santuários marianos do mundo.

Debora Donnini/Mariangela Jaguraba – Vatican News

"Cada um de nós recorre à mãe quando estamos em necessidade ou em dificuldade." No final de sua catequese desta quarta-feira, 4 de maio, o Papa Francisco exortou as pessoas a aderirem à "maratona" de oração do Terço a fim de invocar o fim da pandemia da Covid-19:

Guiados pelos Santuários espalhados no mundo, neste mês de maio rezemos o Terço para invocar o fim da pandemia e a retomada das atividades sociais e profissionais. Hoje, o santuário da Bem-aventurada Virgem do Rosário em Namyang, na Coreia do Sul, conduz esta oração mariana. Vamos nos unir aos que estão reunidos neste santuário, rezando especialmente pelas crianças e adolescentes.

Ouça e compartilhe

Cada dia do mês de maio, um dos 30 santuários que aderiram à iniciativa de oração guia a oração do Terço: da Nigéria à Terra Santa, da Argentina à Austrália. Uma oração que atravessa os cinco continentes, iniciada no dia 1º de maio e que se encerrará no dia 31 pelo Papa Francisco no Vaticano. Uma oração que percorre o mundo há séculos, e que percorre o mundo há mais de um ano com o vírus que até agora causou mais de 3 milhões de mortos, 150 milhões de infectados, paralisou ou retardou as economias e o trabalho, mostrando a vulnerabilidade e a interconexão, e marca uma mudança de época. Portanto, uma crise. E das crises, como o Papa nos lembrou muitas vezes, sai-se melhor ou pior, mas nunca do mesmo jeito.

Unir-se à Súplica de Pompeia

No dia 30 de maio, o Terço será rezado de Pompeia, coração da difusão desta oração mariana com o apóstolo do Rosário, Bartolo Longo. Em sua saudação aos fiéis de língua italiana, o Papa os exortou a se unirem espiritualmente à Súplica a Nossa Senhora do Rosário, que será realizada no próximo sábado, 8 de maio, ao meio-dia, no Santuário de Pompeia. Em sua saudação aos fiéis de outras línguas, Francisco sublinhou a ação da Virgem Maria. Em particular, quando dirigiu sua saudação aos fiéis de língua polonesa, o Papa lembrou sua tradição:

Segundo a tradição de seus pais, vocês se reúnem nas igrejas, nas casas e também diante das imagens e estátuas da Mãe de Deus, colocadas nas praças, no cruzamento das ruas e nas capelas domésticas, para contemplar sua beleza, amor e bondade. Que a Virgem Imaculada, liberte a humanidade do drama da pandemia e guie seu país e suas famílias rumo a seu Filho, Jesus Cristo.

Uma "corrida de revezamento" da fé

Há uma forte devoção à Virgem através desta oração que durante séculos se elevou dos lábios dos cristãos para a Mãe celestial invocada em privado e nos santuários do mundo que no ano passado, em 2020, se conectaram, na tarde de 30 de maio, para rezar o terço com o Papa diante da Gruta de Lourdes, nos Jardins Vaticanos. Este ano, 30 desses lugares marianos de oração conduzirão a invocação à Virgem, participando da iniciativa "De toda a Igreja subia incessantemente a oração a Deus", promovida pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização. De cada santuário será feita uma intenção particular para uma ou mais categorias de pessoas mais afetadas pelo coronavírus. Neste mês, o mundo será envolvido numa cadeia de fé e esperança com os olhos voltados para a Mãe a quem buscamos refúgio.

05 maio 2021, 13:42