Busca

Vatican News

Colômbia beneficia migrantes venezuelanos: o agradecimento do Papa

Ao final do Angelus, o Pontífice uniu-se aos bispos da Colômbia ao expressar reconhecimento pela decisão das autoridades do país de implementar o Estatuto de proteção temporária para os migrantes venezuelanos no território.

Vatican News

Não precisa ser um país desenvolvido para poder acolher os migrantes. Para o Papa Francisco, a Colômbia é o exemplo disto.

Ouça a reportagem completa com a voz do Papa Francisco

Ao final do Angelus dominical, o Pontífice manifestou seu agradecimento por quem trabalha a favor dos migrantes e de modo especial uniu-se aos bispos da Colômbia ao expressar reconhecimento pela decisão das autoridades do país de implementar o Estatuto de proteção temporária para os migrantes venezuelanos no território. Ao tomarem esta decisão, favorecem o acolhimento, a proteção e a integração desses cidadãos.

“E quem faz isto não é um país riquíssimo, superdesenvolvido… Não: um país com muitos problemas, de desenvolvimento, de pobreza e de paz... Quase 70 anos de guerrilha. Mas com este problema teve a coragem de olhar para aqueles migrantes e fazer este Estatuto. Obrigado à Colômbia!”

A Conferência Episcopal e a Cáritas Colombiana divulgaram um comunicado reconhecendo que a implementação do Estatuto é uma “resposta valiosa”.

"A sua implementação será um ato fraterno que abre as portas para garantir que esta população que chega a nosso território possa desfrutar dos direitos fundamentais de todas as pessoas e possa ter acesso a oportunidades para una vida digna."

Estima-se no país existam mais de um milhão e 700 mil migrantes venezuelanos.

Pronunciamento da Igreja colombiana
14 fevereiro 2021, 13:06