Busca

Vatican News

Francisco: oração e penitência, as flores que mais agradam a Maria

Neste dia de Solenidade da Imaculada Conceição de Maria e após a oração mariana do Angelus, Francisco explicou sobre o ato de devoção privado que fez a Nossa Senhora na Praça de Espanha e sugeriu para oferecermos a ela: a oração, a penitência e o coração aberto à graça. Aos leigos da Ação Católica Italiana, o Papa encorajou a renovar a adesão à associação neste dia 8 de dezembro: "rezo ’para que Cristo seja formado em vocês’, como escreve São Paulo, e para que sejam artesãos da fraternidade".

Andressa Collet – Vatican News

Ouça a reportagem com a voz do Papa e compartilhe

Ao final da oração mariana do Angelus, neste dia 8 de dezembro, o Papa Francisco começou saudando os fiéis de Roma e peregrinos de vários países presentes na Praça São Pedro. Em especial, fez referência ao grupo da Imaculada, mais uma vez empunhando  uma grande bandeira para acompanhar o Pontífice da oração: “que bom, estão sempre aqui”, exclamou Francisco.

O Papa também recordou o seu ato privado de devoção a Maria feito no início da manhã na Praça de Espanha, em Roma, já que a tradicional homenagem à Imaculada Conceição foi cancelada para “evitar o risco de aglomeração, como disposto pelas autoridades civis, que devemos obedecer”, comentou Francisco. O Pontífice também foi à Basílica de Santa Maria Maior, onde celebrou a missa, e sugeriu a todos de oferecer a Nossa Senhora “as flores que ela mais gosta: a oração, a penitência, o coração aberto à graça”.

Leigos, artesãos de fraternidade

Francisco também lembrou que neste 8 de dezembro a Ação Católica Italiana celebra a Festa da Adesão para “renovar a adesão à associação” de leigos do país.

“Dirijo a eles a minha saudação e desejo felicidades no seu caminho. Rezo ’para que Cristo seja formado em vocês’ - como escreve São Paulo - e para que sejam artesãos da fraternidade.”

A Festa da Adesão será realizada no final da tarde desta terça-feira (8) em modalidade on-line, pelos canais da associação no Facebook e no YouTube. Os sócios e amigos de toda a Itália irão se reencontrar nas paróquias e dioceses, segundo as medidas consentidas devido à pandemia, para dizer mais uma vez “sim” à Associação Católica, à Igreja e ao país, que quer dizer um "sim" “para caminhar com muitos outros, homens e mulheres, meninos e jovens, estudantes e professores, trabalhadores e pensionistas, pais e filhos, para dar vida a uma verdadeira e profunda experiência de fraternidade. Aderir à Ação Católica significa caminhar na história, buscando ali, na vida cotidiana da existência, os passos deixados pelo Senhor”, anuncia um comunicado sobre o evento.

08 dezembro 2020, 13:21