Busca

Vatican News
Santa Missa nas Catacumbas de Priscilla em via Salária Santa Missa nas Catacumbas de Priscilla em via Salária  (Vatican Media)

O Papa: rezemos pelos mortos, especialmente pelas vítimas do coronavírus

Em um tuíte Francisco dirige um pensamento àqueles que morreram sozinhos durante a pandemia e àqueles que perderam as suas vidas para curá-los. À tarde, o Pontífice preside à Missa na igreja do Campo Santo Teutônico no Vaticano, a seguir a visita às Grutas Vaticanas.

Debora Donnini – Vatican News

O convite para rezar pelos fiéis falecidos foi dirigido esta manhã pelo Papa Francisco num tuíte com uma referência especial ao contexto em que o mundo está vivendo, marcado pela pandemia.

“Hoje rezamos por todos os #FiéisDefuntos e especialmente pelas vítimas do #coronavírus: por aqueles que morreram sozinhos, sem o carinho de seus entes queridos; e por todas as pessoas que deram a vida a serviço dos enfermos”.

Missa no Campo Santo Teutônico

Por ocasião da comemoração de hoje dos fiéis defuntos, à tarde o Papa não se afastará muito da Casa Santa Marta para celebrar a Missa às 16 horas (hora local) de forma estritamente privada, sem a presença dos fiéis, na igreja do Pontifício Colégio Teutônico de Santa Maria em Camposanto. No final, irá se deter em oração no cemitério, depois descerá às Grutas Vaticanas para prestar homenagem aos Pontífices falecidos.

Anos anteriores

Nos anos anteriores em 2 de novembro, Francisco tinha ido a vários cemitérios: no ano passado às Catacumbas de Priscilla, na Via Salaria. Em 2018 no Cemitério da Laurentina, nos subúrbios do extremo sul de Roma, para celebrar a Missa em sufrágio dos mortos com uma comovente parada diante dos túmulos das crianças, daquelas que morreram prematuramente devido a doença ou acidente e daquelas que nunca nasceram, sepultadas no chamado "Jardim dos Anjos".

Em 2017 foi a vez do Cemitério americano de Netuno, onde os soldados estadunidenses que morreram na Itália durante a Segunda Guerra Mundial estão enterrados, renovando nessa ocasião o apelo de Bento XV: "Nunca mais a guerra". Mais tarde recolheu-se em oração no santuário das Fossas Ardeatinas. Em 2016 presidiu à Celebração Eucarística no Cemitério de Prima Porta, enquanto nos três anos anteriores - 2015, 2014 e 2013 - não no dia 2 de novembro mas no dia 1º de novembro, na Solenidade de Todos os Santos, foi ao monumental cemitério de Verano de Roma. 

 

02 novembro 2020, 13:24