Busca

Vatican News

No Angelus, o apelo do Papa em favor da paz no Nagorno Karabach

Após a oração mariana do Angelus, o veemente apelo de Francisco em favor da paz na região do Cáucaso e um pensamento aos atingidos pelo violento terremoto no Mar Egeu, entre a Grécia e a Turquia. O Papa recordou que na segunda-feira, 2 de novembro, celebrará no Cemitério Teutônico, no Vaticano, a missa em sufrágio pelos fiéis defuntos

Raimundo de Lima - Vatican News

Ouça com a voz do Papa Francisco e comprtilhe

“Neste dia de festa, não esqueçamos o que está acontecendo no Nagorno Karabakh, onde prosseguem confrontos armados diante de frágeis tréguas, com trágico aumento das vítimas, destruições de habitações, infraestrutura e locais de culto, com o envolvimento cada vez mais maciço das populações civis. É trágico”, disse o Papa este domingo (01/11) após a oração mariana do Angelus, lançando um apelo:

“Gostaria de renovar meu veemente apelo aos responsáveis pelas partes em conflito a fim de que intervenham o mais rápido possível parar deter o derramamento de sangue inocente. Que eles não pensem em resolver a controvérsia que se opõe com a violência, mas empenhando-se numa negociação sincera com a ajuda da comunidade internacional. De minha parte, faço-me próximo de todos aqueles que sofrem e convido a pedir a intercessão dos santos para uma paz estável na região.”

Oração pelos atingidos por violento termoto no Mar Egeu

Após o apelo em favor da paz face ao referido conflito em andamento na região do Cáucaso, Francisco exortou a rezar também pelas populações da região do Mar Egeu, que foram atingidas por um forte terremoto há dois dias. De fato, nas primeiras horas da tarde de sexta-feira (30/10), um violentíssimo terremoto de magnitude 7.0 na escala Richter atingiu uma área entre a Grécia e a Turquia, deixando mais de 50 mortos.

Beatificado fundador dos Cavaleiros de Colombo

Antes de despedir-se dos fiéis e peregrinos presentes na Praça São Pedro, o Pontífice ressaltou que no sábado, em Hartford, nos EUA, foi proclamado beato Michael McGivney, sacerdote diocesano e fundador dos Cavaleiros de Colombo. Empenhado na evangelização, trabalhou para suprir as carências dos necessitados, promovendo o socorro recíproco. “Que seu exemplo estimule todos nós a testemunhar cada vez mais o evangelho da caridade. Uma salva de palmas ao novo beato”, exortou Francisco.

No Dia de Finados, a missa do Papa no Cemitério Teutônico

Por fim, o Pontífice destacou que esta segunda-feira, 2 de novembro, Dia de Finados, na parte da tarde celebrará no Cemitério Teutônico, o local de sepultamento na cidade do Vaticano, a missa em sufrágio pelos mortos.

“Uno-me assim espiritualmente àqueles que nestes dias, em todas as partes do mundo, observando as normas de saúde que são importantes, vão rezar nos túmulos de seus entes queridos”, concluiu o Papa.

01 novembro 2020, 13:17