Busca

Vatican News
Papa e o cardeal Bassetti Papa e o cardeal Bassetti  (Vatican Media)

O encorajamento do Papa ao cardeal Bassetti, "sinal da compaixão de Deus"

Um telefonema para saber do estado de saúde do cardeal mas também para agradecer ao pessoal de saúde que está cuidando do presidente da Conferência Episcopal Italiana. Dom Marco Salvi, bispo auxiliar de Perugia-Città della Pieve: "Deus, mesmo nestes momentos não nos deixa sozinhos e a figura do Papa é a atenção de Deus para conosco".

Gabriella Ceraso – Vatican News

"Coragem, coragem, coragem". O Papa Francisco repetiu três vezes o encorajamento de pai aos filhos que sofrem. A pandemia, que tem marcado a vida de muitas comunidades com o sacrifício de muitos pastores, está também atingindo a arquidiocese de Perugia-Città della Pieve. No hospital da capital da Úmbria, o cardeal Gualtiero Bassetti, presidente da Conferência Episcopal Italiana, está hospitalizado há dias, e o seu estado continua crítico. Numa semana dois padres perderam a vida por causa da Covid-19 e o bispo auxiliar, dom Marco Salvi, também é positivo, assintomático e em quarentena. No início da noite desta quarta-feira o Papa Francisco fez-lhe uma chamada telefônica para se certificar do estado de saúde do cardeal Bassetti.

R. - Um pouco antes das 19h desta quarta-feira, recebemos esta ligação inesperada de um número privado. A pessoa do outro lado do telefone apresentou-se como Papa Francisco. Ele perguntou-me primeiro como eu estava porque sabia que eu também tinha contraído o vírus e depois pediu-me mais informações sobre o boletim médico do estado de saúde do cardeal Bassetti. Ele ouviu não só o diagnóstico mas também os sentimentos que tivemos ontem, depois de falar com o primário da terapia intensiva do hospital de Perugia. Disse-lhe que o cardeal estava reagindo positivamente a certas terapias, apesar dos médicos não terem expressado parecer porque esperam que se consolide esse melhoramento, leve, pequeno, mas que de qualquer modo, tinha mudado um pouco o sentimento sobre o curso da doença do cardeal. A certa altura, pediu-me para levar uma mensagem ao cardeal e disse-me três vezes: 'Coragem, coragem, coragem! Pediu-me que lhe transmitisse. Ao mesmo tempo, assegurou a sua oração e agradeceu também ao pessoal que está cuidando do cardeal.

Um encorajamento que chega num momento de provação em todo o seu território...

R. - A nossa diocese está sendo muito provada, mas há o sinal da grande oração que está envolvendo muitas pessoas, por isso mesmo a doença do cardeal é como um testemunho e um convite ainda mais para se confiar a Ele que é o Bem da vida. Assim, por um lado, uma provação fatigosa e dolorosa, por outro, um sinal de graça.

Neste momento em particular a Igreja está dando prova com os seus sacerdotes de proximidade e partilha até ao ponto de dar vida...

R. - Sim, perdemos dois sacerdotes numa única semana, eram dois idosos mas que viveram pessoalmente este tipo de provação.

12 novembro 2020, 10:05