Cerca

Vatican News
Carmelitas saúdam o Papa na Catedral de Rabat Carmelitas saúdam o Papa na Catedral de Rabat  (Vatican Media)

Carmelita destaca o carinho da acolhida ao Papa no Marrocos

A calorosa acolhida ao Papa Francisco no Marrocos por parte das autoridades e do povo marroquino chamou a atenção de uma carmelita chilena que morou 38 anos no Brasil. A religiosa participou do encontro na Catedral e da Missa de conclusão da visita.

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

O Papa foi ao Marrocos a convite do Rei Mohammed VI. O segundo dia de sua visita foi dedicado ao encontro com a comunidade cristã local, a começar pela visita ao Centro Rural de Serviços Sociais de Temara, administrado pela Filhas da Caridade.

 

A seguir, o encontro na Catedral com a Vida Consagrada, onde também estavam presentes membros do Conselho Mundial de Igrejas. A Missa no Complexo Esportivo Príncipe Moulay Abdellah, em Rabat, concluiu a visita do Pontífice ao país.

Quem também acompanhou a visita do Papa e participou do encontro na Catedral e da Missa à tarde, foi a Ir. María Ana Nef Ulloa, natural do Chile, mas que morou 38 anos no Brasil. Ao Vatican News, a religiosa carmelita destacou o carinho com que o povo e as autoridades acolheram o Papa:

Ir. María Ana Nef Ulloa

“Ainda sob os efeitos da emoção”, Irmã María Ana destacou alguns pontos do pronunciamento do Papa na Catedral, como a liberdade de consciência, ser fermento na massa, a questão do diálogo e o tratamento aos migrantes:

Ouça!
01 abril 2019, 17:25