Cerca

Vatican News
Papa Francisco com os membros da associação “Missão Shahbaz Bhatti” Papa Francisco com os membros da associação “Missão Shahbaz Bhatti”  (@VaticanMedia)

Papa: “Missão Shahbaz Bhatti”, próxima aos cristãos e minorias vítimas de violência

Clement Shahbaz Bhatti nasceu, em Lahore, no Paquistão, em 9 de setembro de 1968. Faleceu em Islamabad, em 2011. Foi o primeiro ministro cristão do Paquistão, responsável pelo Ministério das Minorias religiosas do país.

Manoel Tavares - Cidade do Vaticano

O Santo Padre recebeu em audiência, nesta sexta-feira (30/11), na Sala do Consistório, no Vaticano, 33 membros da Associação “Missão Shahbaz Bhatti”.

Clement Shahbaz Bhatti nasceu, em Lahore, no dia 9 de setembro de 1968 e faleceu em Islamabad, em 2011.

Este político paquistanês, venerado pela Igreja como Servo de Deus, foi o primeiro ministro cristão do Paquistão, responsável pelo Ministério das Minorias religiosas do país: cristãos, hindus, sikhs, zoroastristas e outros. Shahbaz Bhatti era um crítico das leis de blasfêmias do país, utilizadas para oprimir e perseguir as minorias religiosas. Após receber várias ameaças de morte, Bhatti foi assassinado por homens ligados ao grupo terrorista Talibã.

Pontes de fraternidade

Aos membros da Associação, o Papa agradeceu a presença e estendeu suas saudações a todos os cristãos no Paquistão, especialmente aos que vivem em situações mais difíceis.

Em sua saudação aos presentes, Francisco prestou homenagem à memória de Shahbaz Bhatti, um personagem amado e estimado por muitos em seu país, cujo sacrifício da sua existência gera frutos de esperança, diálogo, compreensão, reconciliação, fortaleza, coragem, mansidão.

“ Um dos frutos do sofrimento dos cristãos paquistaneses, disse o Papa, é a multiplicação de grupos e associações - como a “Missão Shahbaz Bhatti”,- que lançam pontes de fraternidade em todo o mundo, superando as diferenças de língua, cultura e, às vezes, até de religião. ”

Pontes de fraternidade, explicou Francisco, em primeiro lugar entre as Igrejas e comunidades eclesiais, que o Espírito anima sempre mais a caminhar juntos, a serviço da paz e da justiça; pontes de fraternidade e diálogo com fiéis de outras crenças, para fomentar relações de respeito e mútua confiança.

Continuar com este estilo evangélico

Por isso, o Santo Padre encorajou os membros da “Missão Shahbaz Bhatti” a continuar com este estilo evangélico, que une firmeza e mansidão, para assegurar assistência às vítimas de falsas acusações e, ao mesmo tempo, realizar sinais concretos de luta contra a pobreza e a escravidão moderna.

Francisco concluiu seu pronunciamento expressando seu desejo de que, apoiados pela oração e pela solidariedade ativa, seus membros possam expandir sua ação em todas as áreas do Paquistão, onde vivem os cristãos e outras minorias, infelizmente, discriminados e sujeitos a abusos e violências.

30 novembro 2018, 14:20