Cerca

Vatican News
No telão, imagem de cartaz promocional da iniciativa No telão, imagem de cartaz promocional da iniciativa  (ANSA)

Posto de saúde na Praça São Pedro para pessoas necessitadas

O Papa Francisco fez votos de que o Dia Mundial dos Pobres a ser celebrado no próximo domingo, "promova uma crescente atenção às necessidades dos últimos, dos marginalizados e dos famintos”.

Jackson Erpen – Cidade do Vaticano

Quem passava pela Praça São Pedro por estes dias ficava curioso em saber de que se tratava a estrutura que estava sendo montada próximo ao posto-móvel dos Correios Vaticanos, no lado esquerdo da Praça. Trata-se de um posto de saúde, que durante uma semana, até o próximo domingo - quando será celebrado o II Dia Mundial dos Pobres - atenderá pessoas com dificuldades. Depois de rezar o Angelus, o Papa Francisco fez votos de que este dia “promova uma crescente atenção às necessidades dos últimos, dos marginalizados e dos famintos:

Ouça e compartilhe!

No próximo domingo será celebrado o Segundo Dia Mundial dos Pobres, com muitas iniciativas de evangelização, de oração e partilha. Também aqui na Praça São Pedro, foi montado um posto de saúde que oferecerá tratamento por uma semana àqueles que estão em dificuldade. Faço votos de que este dia promova uma crescente atenção às necessidades dos últimos, dos marginalizados e dos famintos”.

“Este pobre clama e o Senhor o escuta” é o tema deste II Dia Mundial dos Pobres, a ser celebrado em 18 de novembro.

Convido os irmãos bispos, os sacerdotes e de modo particular os diáconos, a quem foram impostas as mãos para o serviço dos pobres, juntamente com as pessoas consagradas e tantos leigos e leigas que, nas paróquias, associações e movimentos, tornam palpável a resposta da Igreja ao clamor dos pobres, a viver este Dia Mundial como um momento privilegiado de nova evangelização. Os pobres evangelizam-nos, ajudando-nos a descobrir cada dia a beleza do Evangelho. Não deixemos cair em saco roto esta oportunidade de graça. Neste dia, sintamo-nos todos devedores para com eles, a fim de que, estendendo reciprocamente as mãos uns para os outros, se realize o encontro salvífico que sustenta a fé, torna concreta a caridade e habilita a esperança a prosseguir segura no caminho rumo ao Senhor que vem”, escreveu o Papa em sua mensagem para a ocasião, com a data de 13 de junho de 2018, Memória Litúrgica de Santo Antônio de Lisboa.

Uma Santa Missa presidida pelo Papa Francisco na Basílica de São Pedro, às 10 horas (horário italiano), marcará essa recorrência. O Vatican News transmitirá a celebração, com comentários em português, a partir das 9h55, horário italiano (6h55, horário de Brasília).

 

11 novembro 2018, 14:07