Versão Beta

Cerca

Vatican News
 Santo Estanislau Kostka Santo Estanislau Kostka 

Mensagem do Papa pelos 450 anos da morte de Santo Estanislau Kostka

Na mensagem, o Papa Francisco dirige-se em particular aos jovens, que tem Santo Estanislau por padroeiro: "Também vocês são impelidos pelo amor de Cristo e fortalecidos por sua graça. Sejam corajosos! O mundo tem necessidade da sua liberdade de espírito, de seu olhar confiante para o futuro, da sua sede de verdade, de bondade e de beleza”.

Jackson Erpen - Cidade do Vaticano

“Uno-me à oração de agradecimento dos fiéis da Diocese de Płock, e de toda a Igreja na Polônia, que dentro de pouco, em Rostków, local de nascimento do Santo, participarão das celebrações centrais do Ano a ele dedicado”. Neste dia 15 de agosto, Solenidade da Assunção da Virgem Maria, recorre o 450º aniversário da morte de Santo Estanislau Kostka.

“Com apenas 18 anos, este aluno do noviciado jesuíta em Roma - escreve o Papa na mensagem dirigida ao Bispo de Płock, Dom Piotr Libera - um dos filhos mais excelentes de seu país e da Companhia de Jesus, concluiu sua peregrinação terrestre”.

Padroeiro dos jovens poloneses

 

Dirigindo-se aos jovens em particular - dos quais Santo Estanislau é padroeiro - Francisco recordou as palavras de São João Paulo II na Igreja de Sant’Andrea al Quirinale na veneração das relíquias do Santo (13 de novembro de 1988) – que comparou o caminho de sua breve vida “a uma grande corrida campestre rumo à meta da vida de cada cristão, que é a santidade”.

“Sei que muitos de vocês – disse o Papa - fazem em setembro a peregrinação a pé de Przasnysz a Rostkowo, do local de seu batismo ao local de seu nascimento. É por assim dizer, a primeira etapa desta “corrida” de Estanislau para a sua santidade”:

Encorajo vocês a recordar, não somente durante esta caminhada, mas em todas as estradas da vida cotidiana de vocês, que também vocês são capazes de realizar esta “corrida”. Também vocês são impelidos pelo amor de Cristo e fortalecidos por sua graça. Sejam corajosos! O mundo tem necessidade da sua liberdade de espírito, de seu olhar confiante para o futuro, da sua sede de verdade, de bondade e de beleza”.

Liberdade não é uma corrida cega

 

"Que Santo Estanislau – foram os votos do Santo Padre - ensine a vocês a liberdade que não é uma corrida cega, mas a capacidade de discernir a meta e de seguir pelos melhores caminhos de comportamento e de vida. Ensine a vocês, antes de tudo, a amizade com Jesus, a ler e meditar a sua palavra e acolher na Eucaristia a sua presença misericordiosa e poderosa, para resistir aos condicionamentos da mentalidade mundana (...) Ensine vocês a não terem medo de arriscar e dos sonhos da verdadeira felicidade, cuja fonte e garantia é Jesus Cristo”.

O Papa conclui a mensagem invocando a intercessão de Santo Estanislau Kostka sobre todos os bispos, sacerdotes, fiéis e especialmente os jovens da Igreja na Polônia, pedindo que rezem por ele.

Chamado cedo à santidade

 

Estanislau Kostka nasceu no Castelo de Rostków, na Comuna de Czernice Borowe, na Polônia, no seio de uma importante família nobre.

Aos 13 anos foi estudar no colégio dos jesuítas em Viena, onde demonstrou vocação para a vida religiosa, pedindo então para ingressar na Companhia de Jesus. Como era menor de idade, a Companhia solicitou a autorização do pai, que se opôs ferrenhamente.

Mas decidido a tornar-se jesuíta, aconselhado pelo padre Francisco Antônio, jesuíta português confessor da imperatriz, o jovem fugiu disfarçado de mendigo, refugiando-se na casa dos jesuítas em Dillingen an der Donau, na Alemanha, onde foi acolhido pelo superior, São Pedro Canísio. Ao saber do ocorrido, o pai chegou até mesmo a ameaçar expulsar os jesuítas da Polônia, mas o filho Estanislau manteve-se firme em seu propósito.

Aos 17 anos veio para Roma para estudar filosofia no Colégio Romano (atual Pontifícia Universidade Gregoriana) e concluir o noviciado. Mas logo após sua chegada, ficou gravemente enfermo, vindo a falecer alguns meses mais tarde, aos 17 ou 18 anos de idade, no dia da Assunção de Nossa Senhora.

Ouça e compartilhe!

 

15 agosto 2018, 10:51