Versão Beta

Cerca

Vatican News

No Angelus, Papa saúda delegação ecumênica

“Que esta tradicional presença, exortou Francisco, seja um ulterior sinal do caminho de comunhão e fraternidade que, graças a Deus, caracteriza as nossas Igrejas”, disse Francisco.

Manoel Tavares - Cidade do Vaticano

Após a celebração Eucarística nesta sexta-feira (29/06), Solenidade de São Pedro e São Paulo, o Papa Francisco rezou a oração do Angelus com os numerosos fiéis reunidos na Praça São Pedro. Em sua alocução mariana, o Santo Padre disse:

“Hoje, a Igreja peregrina, em Roma e no mundo inteiro, retorna às raízes da sua fé e celebra os Apóstolos Pedro e Paulo. Seus restos mortais, que descansam nas duas Basílicas a eles dedicadas em Roma, são muito queridos aos romanos e aos numerosos peregrinos que aqui os veneram!”

O Filho do Deus vivo

 

O Papa recordou o diálogo de Jesus com seus discípulos, narrado na liturgia da festa de hoje: “O que o Povo diz sobre o Filho do Homem? E vós, quem dizeis que Eu sou?”. Este é um episódio fundamental para o nosso caminho de fé. A resposta do povo, ou seja, a opinião pública corrente, é verdadeira, mas parcial; Ao invés, Pedro, - a Igreja de todos os tempos, - responde a verdade, pela graça de Deus: “Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo”. E Francisco explicou:

“Durante os séculos, o mundo definiu Jesus em diversos modos: um grande profeta da justiça e do amor; um mestre sábio de vida; um revolucionário; um sonhador dos sonhos de Deus... Porém, a resposta de Pedro, homem humilde e cheio de fé, resume toda a verdade evangélica: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”.

Ser sempre fiel ao Evangelho

 

De fato, afirmou o Papa, Jesus é o Filho de Deus!” Eis a experiência de Pedro e de todo cristão, que brota da Santíssima Trindade. Mas a partir da resposta de Pedro, Jesus também lhe respondeu: “Tu és Pedro e sobre esta rocha edificarei a minha Igreja...”. É a primeira vez que Jesus pronuncia a palavra Igreja, que, com amor, a define “minha Igreja”, a nova Comunidade de fiéis. E Francisco concluiu:

“Por intercessão da Virgem Maria, Rainha dos Apóstolos, que o Senhor conceda à sua Igreja, a Roma e ao mundo inteiro ser sempre fiel ao Evangelho, ao qual os Santos Pedro e Paulo consagraram as suas vidas”.

Patriarcado Ecumênico de Constantinopla

 

Ao término da oração mariana do Angelus, o Santo Padre recordou aos fiéis, presentes na Praça São Pedro, a solene celebração da Eucaristia, que presidiu com os novos Cardeais, criados no Consistório desta quinta-feira (28/6), e a bênção dos Pálios sagrados, entregues aos Arcebispos Metropolitanos, nomeados neste ano, provenientes de diversos Países.

A todos o Papa renovou seus agradecimentos e fez votos para que possam, com entusiasmo e generosidade, prestar sempre seu serviço ao Evangelho e à Igreja.

O Santo Padre concluiu seu saudação aos fiéis, recordando, de modo particular, a presença de uma Delegação do Patriarcado Ecumênico, que, por ocasião da Solenidade de São Pedro e São Paulo, é enviada pelo Patriarca Bartolomeu para participar desta celebração. “Que esta tradicional presença, exortou Francisco, seja um ulterior sinal do caminho de comunhão e fraternidade que, graças a Deus, caracteriza as nossas Igrejas”.

Confira a alocução do Santo Padre na íntegra (em italiano), no link: https://is.gd/jfqaXL

29 junho 2018, 12:11