Versão Beta

Cerca

Vatican News
Papa em sua visita ao Chile Papa em sua visita ao Chile  (AFP or licensors)

Papa encontrará bispos chilenos sobre a questão dos abusos

A finalidade do encontro é examinar as causas e as consequências dos abusos de poder, sexuais e de consciência que se verificaram no Chile nas últimas décadas, para estudar mudanças adequadas e duradouras.

Sergio Centofanti – Cidade do Vaticano

A Sala de Imprensa da Santa Sé informou neste sábado (12/05) que o Papa Francisco vai encontrar os bispos chilenos de 15 a 17 de maio no Vaticano. Eis o texto do comunicado:

“Este encontro dá sequência à precedente convocação do Episcopado chileno em 8 de abril passado. O Santo Padre, interpelado pelas circunstâncias e desafios extraordinários diante dos abusos de poder, sexuais e de consciência que se verificaram no Chile nas últimas décadas, considera necessário examinar profundamente as causas e as consequências, assim como os mecanismos que levaram em alguns casos ao ocultamento e às graves omissões em relação às vítimas. Durante os encontros, o Papa Francisco deseja compartilhar as suas conclusões pessoais fruto da recente missão especial ao Chile confiada a Dom Charles Scicluna, Arcebispo de Malta, e ao Rev. Jordi Bertomeu, da Congregação para a Doutrina da Fé, e completadas pelos numerosos testemunhos, escritos e orais, que Sua Santidade continuou recebendo nas últimas semanas."

Mudanças adequadas e duradouras

“Durante os encontros, dos quais participarão 31 bispos diocesanos e auxiliares e dois bispos eméritos – prossegue o comunicado –, o Santo Padre será acompanhado pelo Prefeito da Congregação para os Bispos, Card. Marc Ouellet. A finalidade deste longo ‘processo sinodal’ é discernir juntos, na presença de Deus, a responsabilidade de todos e de cada um nessas feridas devastadoras, além de estudar mudanças adequadas e duradouras que impeçam a repetição desses atos sempre reprováveis. É fundamental restabelecer a confiança na Igreja através de bons pastores que testemunhem com sua vida ter conhecido a voz do Bom Pastor e que saibam acompanhar o sofrimento das vítimas e trabalhar de modo determinado e incansável na prevenção dos abusos. O Santo Padre agradece a disponibilidade dos seus irmãos Bispos de se colocar à escuta doce e humilde do Espírito Santo e renova seu chamado ao Povo de Deus no Chile para continuar em estado de oração para que haja a conversão de todos. Não está previsto que o Papa Francisco faça qualquer declaração nem durante nem depois dos encontros, que se realizarão em absoluta confidencialidade.”

O encontro do Papa com Cruz, Hamilton e Murillo

No final de abril, o Papa recebeu na Casa Santa Marta três vítimas de abusos por obra do sacerdote chileno Fernando Karadima: Juan Carlos Cruz, James Hamilton e Jose Andrés Murillo. Foram encontros intensos sobre os quais nenhum comunicado oficial foi divulgado por desejo expresso do Pontífice.

A carta do Papa aos bispos do Chile

Em 8 de abril passado, o Papa endereçou uma carta aos bispos chilenos depois de encerrada a missão de seus dois enviados. Francisco afirma que ficou “profundamente impressionado” ao receber o relatório de mais de 2.300 páginas elaborado por Dom Charles Scicluna e o Rev. Jordi Bertomeu depois de ouvir 64 testemunhas.

12 maio 2018, 14:05