Versão Beta

Cerca

Vatican News
Don Tonino Bello e Giovanni Paolo II Dom Tonino Bello e João Paulo II 

Postulante: Dom Tonino Bello testemunhou a fé com a caridade

Papa Francisco visita Alessano e Molfetta, no sul da Itália, para homenagear Dom Antonio Bello. Entrevista com o postulante da causa de canonização

Cidade do Vaticano

“Amai Jesus Cristo”, “amai os pobres”, sejam construtores de paz”: é o convite ainda vivo que D. Tonino, Bispo de Molfetta-Ruvo-Giovinazzo-Terlizzi, insistiu durante toda sua vida, principalmente por meio de suas obras. Ao completar 25 anos da sua morte, Papa Francisco visita a região para recordar este pastor corajoso, para o qual foi encaminhada a causa de canonização. “No momento – esclarece o postulante, mons. Luigi Michele De Palma – procede-se com a redação da positio sobre a vida, sobre as virtudes e sobre a fama de santidade”.

O valor espiritual de Dom Tonino

Foi “um bispo que pelo amor de Cristo viveu o seu sacerdócio em plena união e fidelidade à sua esposa, a Igreja”: esclarece o postulante da causa de canonização, indicando que “a herança mais preciosa que D. Tonino deixou para todos é a primazia absoluta por Deus e pelos irmãos”.

Uma fé contagiosa e plena de caridade

O estilo de vida de D. Antonio Bello e o seu exemplo de fé resplandecem ainda hoje nas lembranças dos que o conheceram, ou dos que o descobriram pelos seus escritos. “Testemunhou a fé por meio da caridade – recorda Luigi De Palma – tanto no dia a dia quanto nas situações mais difíceis e inconvenientes, muitas vezes esquecendo de si mesmo e da própria saúde”. “Ele conseguia transmitir confiança e esperança – porque sabia ver em todos, especialmente nos que sofrem, o desejo e a vontade de Deus. Sabia transmitir o Evangelho com uma linguagem concreta e imediata”.

20 abril 2018, 09:28