Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa em oração ecumênica Papa em oração ecumênica  (Vatican Media)

Papa recebe delegação luterana da Finlândia

Gatidão, arrependimento e esperança indispensáveis no diálogo ecumênico

Cidade do Vaticano –

Por ocasião da festa de Santo Henrique, o Papa Francisco recebeu no Vaticano uma delegação da Igreja evangélica-luterana da Finlândia.

Em seu discurso, o Pontífice citou a comemoração comum da Reforma, no ano passado, que reforçou e aprofundou a comunhão entre os luteranos, os católicos e seus parceiros ecumênicos em todo o mundo.

“ Esta comemoração comum permanece uma fecunda oportunidade para o ecumenismo, porque marcou não um ponto de chegada, mas um ponto de partida na busca ecumênica da unidade plena e visível entre nós, sob a tríplice marca da gratidão, do arrependimento e da esperança – indispensáveis se quisermos realmente sanar a nossa memória. ”

Para Francisco, foi essencial para a comemoração da Reforma a dimensão ecumênica da oração e dos encontros, em que não houve mais sinais das desavenças e dos conflitos do passado. Pelo contrário, o evento foi vivido como um convite a fazer frente juntos à perda de credibilidade do Cristianismo. “O ano que acaba de se concluir nos recordou o tempo em que a unidade entre os cristãos ainda não havia se rompido.”

O Papa manifestou satisfação pelo documento produzido recentemente pela Comissão de diálogo luterana-católica da Finlândia, intitulado “Comunhão em crescimento. Declaração sobre a Igreja, a eucaristia e o ministério”. E recordou que o principal desafio comum no ecumenismo é reiterar a centralidade da questão de Deus, “não de um Deus qualquer, mas daquele Deus que nos revelou a sua face concreta em Cristo.

Por fim, Francisco mencionou o tema da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (que no Brasil se celebra entre Ascensão e Pentecostes) “A tua destra, Senhor,  esplendorosa de poder (Ex 15,6)”.

Este tema “nos recorda a situação de grave necessidade em que vivem inúmeras pessoas em muitas partes do mundo, pelas quais devemos entrar em campo, unidos pelo mesmo empenho ecumênico”.

Veja um trecho do discurso do Santo Padre
25 janeiro 2018, 11:44