Busca

Vatican News
Um menino olha para Bamako a capital do Mali Um menino olha para Bamako a capital do Mali  (AFP or licensors)

Mali. "Golpe no golpe", práticas antigas fazem os povos africanos passar fome

A ação militar de 25 de maio de 2021 foi chamada de "golpe no golpe". É contra a liderança do executivo de transição que não agrada aos coronéis autores do golpe em agosto passado. A palavra do missionário da Costa do Marfim, padre Donald Zagore

Vatican News

"Este enésimo golpe em Mali mais uma vez lança o continente africano em desolação", escreve à Agência Fides o padre Donald Zagore, teólogo marfinense da Sociedade para Missões Africanas (SMA). "Quando estas práticas antigas vão acabar?" pergunta o Pe. Zagore. "Os anos passam, mas os cenários permanecem os mesmos. Onde os povos africanos lutam pelo desenvolvimento e por uma vida melhor, são perpetuados golpes de Estado, corrupção, violação de direitos, ditaduras e presidentes que não abandonam seus cargos. A África, o velho continente, está lutando para abandonar estas práticas antigas, mas a instabilidade política só pode levar à miséria econômica. Estas crises políticas fazem o povo da África passar fome".

Ouça e compartilhe

Inevitável imigração à Europa

O missionário reitera que "tanto a África de ontem como a de hoje infelizmente continuam a escrever sua história em linhas tortas". "Toda a população do continente sonha com uma vida na Europa. De fato, enquanto as elites africanas têm empregos na África, vivem na Europa, onde enviam seus filhos para estudar ou de férias, os mais pobres não têm outra escolha senão a imigração ilegal, atravessam arriscadamente o deserto ou encontram a morte no mar".

Mudar a mentalidade

Pe. Zagore está convencido de que o continente africano pode melhorar, mas com uma condição: que a mentalidade dos povos africanos mude. "Que as consciências africanas despertem para o bem, para o direito e para a verdade. Não podemos de forma alguma esperar por novas políticas, promessas de estabilidade e paz se continuarmos prisioneiros das antigas. Mudar as mentalidades para abraçar uma nova política, sustentando os valores da justiça, verdade, desenvolvimento e paz são a chave para a salvação e prosperidade. Precisamos de 'vinho novo, odres novos', como diz o Apóstolo Marcos nas Escrituras", conclui Padre Zagore.

(Fonte: Agência Fides)

 

27 maio 2021, 11:02