Busca

Vatican News
Venezuelanos tentam chegar ao Peru Venezuelanos tentam chegar ao Peru 

No Peru, Caritas assiste milhares de venezuelanos

Atualmente, o Peru é o país com maior número de venezuelanos fora da Venezuela. Em janeiro de 2021, o ACNUR (A agência da ONU para os Refugiados) publicou a cifra de mais de um milhão de venezuelanos no país. Mais de 400.000 que solicitaram asilo. Esses são os números oficiais, mas sabe-se que há mais do dobro do número de venezuelanos hospedados em todo o território peruano.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Graças ao programa de assistência internacional "EuroPana" foi possível fornecer no Peru assistência para mais de 36.000 migrantes venezuelanos no âmbito da segurança alimentar, proteção, abrigo e higiene, com a colaboração da rede de Caritas Peru, em conjunto com as Caritas Chosica, Chimbote e Arequipa.

“No âmbito das atividades de segurança alimentar, são entregues às famílias de migrantes em situação de vulnerabilidade. No setor de proteção, foram desenvolvidas atividades como aconselhamento jurídico e informações sobre direitos e assistência psicossocial”, explicou Yeri Cornejo, coordenador do programa EuroPana no Peru.

Com a pandemia e a ampliação da segunda parte do projeto, foram incluídas novas atividades, como o pagamento de alugueis para evitar despejos e, assim, ter a capacidade de responder às necessidades da comunidade migrante.

 

EuroPana é um programa internacional de ajudas para a promoção, assistência e proteção para pessoas em situação de vulnerabilidade na Venezuela, bem como para migrantes, requerentes de asilo e populações locais vulneráveis ​​na Colômbia, Brasil, Bolívia, Equador e Peru.

Este programa iniciou suas atividades no território peruano em outubro de 2019. As áreas nas quais o projeto se desenvolve são Lima, Ancash e Arequipa. Outros parceiros estratégicos incluem Caritas Alemanha, Caritas Luxemburgo e Caritas Suíça, graças ao financiamento do ECHO (União Europeia, Proteção Civil e Ajuda Humanitária).

A emigração venezuelana na América do Sul é um fenômeno nunca antes visto pela quantidade de pessoas envolvidas, a ponto de criar transtornos os centros de assistência e acolhimento de todos os países. Um exemplo recente é o Chile, onde em poucos dias, cerca de um milhão de pessoas migraram à força para salvar suas vidas ou em busca de uma existência melhor. Essas pessoas correm o risco de atravessar o deserto, com crianças e idosos que se expõem aos perigos do tráfico e tráfico de seres humanos.

O Peru, atualmente, é o país com maior número de venezuelanos fora da Venezuela. Em janeiro de 2021, o ACNUR (A agência da ONU para os Refugiados) publicou a cifra de mais de um milhão de venezuelanos no país. Mais de 400.000 que solicitaram asilo. Esses são os números oficiais, mas sabe-se que há mais do dobro do número de venezuelanos hospedados em todo o território peruano.

Agência Fides - CE

Photogallery

Peru abriga mais de 1 milhão de venezuelanos
05 fevereiro 2021, 11:51