Busca

Vatican News
Cacau produzido em Gana Cacau produzido em Gana 

Gana. Enchentes causam destruição no nordeste do país

Mortos, desabrigados, destruição. A região nordeste de Gana foi duramente atingida por violentas enchentes. A Igreja local pede uma solução para o antigo problema da barragem de Bagrè em Burkina Faso, que atenuaria as consequências de desastres naturais recorrentes

Vatican News

Há várias semanas, o nordeste de Gana, na África, tem sido atingido por grandes enchentes. O desastre natural causou até agora 7 mortes e mais de 19.000 pessoas ficaram desabrigadas, incluindo quase 6.000 crianças, mais de 2.500 casas foram destruídas e também foram destruídas mais 4.500 hectares de plantações. Um balanço muito pesado para as regiões no nordeste do país, dominadas por chuvas torrenciais além de uma nova inundação causada pela barragem de Bagrè, em Burkina Faso, país limítrofe. As cheias começaram em 10 de agosto passado e ocorrem com perigosa frequência. De fato, há quase vinte anos, toda a região fica regularmente inundada pela água, devido às cheias da barragem, causando vítimas e consideráveis danos materiais.

Ouça e compartilhe!

A Igreja pede urgentes intervenções

A Igreja de Gana agiu imediatamente, através da Cáritas, para levar ajuda às populações locais e, em particular, às da diocese de Navrongo-Bolgatanga, que abrange os 8 distritos administrativos mais atingidos. A organização caritativa dos bispos já entregou alimentos e outros materiais por um valor total 13 mil dólares. O valor - informa a agência Aciafrica - foi entregue em uma breve cerimônia em 28 de setembro passado pelo coordenador nacional da Cáritas de Gana, Zan Akologo, ao ordinário local, Dom Alfred Agyenta, que confirmou a gravidade da situação. "A dimensão total do desastre humanitário ainda não foi contabilizada, porque ainda existem possíveis consequências da poluição da água causada pelas cheias", disse o prelado, que também destacou o impacto das enchentes nas futuras colheitas e pediu mais ajuda para as populações atingidas.

A Laudato si’ ensina a relação correta com a Criação

O coordenador da Cáritas local uniu-se a este apelo, lembrando o apelo do Papa Francisco para nunca nos sentirmos sobrecarregados por uma emergência humanitária, mas ao contrário, respondermos com solidariedade fraterna. Zan Akologo aproveitou a oportunidade para recordar da importância de resolver o problema das inundações na sua origem. Ou seja, as cheias da represa de Bagre em Burkina Faso, lembrando isso nas palavras da Encíclica "Laudato si’" que “o grito da terra é também o grito dos pobres”. Também o Vice-Presidente de Gana, Mahamudu Bawumia, que visitou as áreas atingidas em 10 de setembro passado apelou para que seja encontrada uma solução duradoura para este problema crônico.

01 outubro 2020, 09:03