Busca

Vatican News
Chamas em estação no campo petrolífero de al-Zubair, perto de Basra Chamas em estação no campo petrolífero de al-Zubair, perto de Basra  

Cristã caldeia nomeada presidente Nacional de Investimentos do Iraque

As novas nomeações são apresentadas por fontes próximas ao governo como um cumprimento das promessas do Executivo de reforma e combate à corrupção feita aos manifestantes que tomaram as ruas nas cidades iraquianas por mais de um ano.

Vatican News

A cristã caldeia Suha Daoud Elias al Najjar é a nova presidente da Autoridade Nacional iraquiana de Investimentos, órgão governamental também envolvido na gestão de recursos disponibilizados por investidores estrangeiros para o renascimento da economia nacional e reconstrução de áreas devastadas por conflitos.

A nomeação de Suha al Najjar faz parte da recente mudança na cúpula das instituições governamentais, financeiras, administrativas e militares implementada nos últimos dias pelo primeiro-ministro iraquiano Mustafa al-Kadhimi, remanejamento que também viu a substituição do governador do Banco Central iraquiano e a nomeação do novo prefeito de Bagdá.

Suha al Najjar, pertencente a uma família cristã caldeia originária de Karamlesh, na Planície de Nínive, já havia sido escolhida pelo premier al Kadhimi como assessora de Assuntos econômicos e é a única mulher incluída na lista de novos dirigentes selecionados pelo Chefe do Governo iraquiano.

Em junho, al Kadhimi havia nomeado à frente do Ministério para a emergência migratória e realocação de deslocados internos a cristã caldeia Evan Faeq Yakoub Jabro, professora de Biologia, que se destacou pela atenção às emergências sociais relativas às jovens gerações, normalmente negligenciadas pelos blocos que dominam a política iraquiana.

As novas nomeações são apresentadas por fontes próximas ao governo como um cumprimento das promessas do Executivo de reforma e combate à corrupção feita aos manifestantes que tomaram as ruas nas cidades iraquianas por mais de um ano.

Os protestos de rua, marcados pela violência dos aparatos de segurança e grupos paramilitares contra os manifestantes, levaram à queda do governo anterior liderado por Adel Abdul Mahdi, segundo vários observadores ligados ao Irã.

As novas nomeações para o topo das instituições governamentais, financeiras e militares promovidas pelo Premier al Kadhimi foram duramente criticadas por Muqtada al Sadr, que à frente do movimento Sadrista, teve sucesso nas últimas eleições políticas iraquianas (2018). O líder xiita, considerado não alinhado com o Irã, acusou o governo de continuar distribuindo cargos seguindo a lógica da divisão sectária.

Segundo fontes eclesiais, citadas pelo site iraquiano ankawa.com, Suha al Najjar se encontrou com o patriarca caldeu Louis Raphael Sako na segunda-feira, 14 de setembro, antes de sua nomeação como presidente da Autoridade Nacional de Investimentos do Iraque ser tornada pública.

(GV - Agência Fides)

16 setembro 2020, 12:31