Busca

Vatican News
Isabel Capeloa Gil,  Reitora da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa Isabel Capeloa Gil, Reitora da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa 

Universidade Católica Portuguesa: Ano da Laudato si’ para um mundo mais inclusivo e responsável

“A Universidade deve ser um sinal distintivo da proposta católica na sociedade portuguesa, atenta aos problemas sociais, ambientais, éticos ou jurídicos”. Palavras da reitora da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa na sua adesão ao Ano Especial da Laudato si’

Vatican News

Construir um mundo mais inclusivo e responsável: esse é o objetivo que a Universidade Católica Portuguesa se propôs, aderindo ao especial "Ano da Laudato si’", apoiado pelo Papa Francisco no quinto aniversário da publicação de sua Encíclica sobre os cuidados com a casa comum.

Propostas viáveis e reais

"Também para nossa Universidade - explica a reitora Isabel Capeloa Gil - este Ano Especial significa questionar a forma como a Universidade interage com o espaço social, cultural e científico e, sobretudo, como a sua contribuição ajuda na construção de um mundo melhor, mais inclusivo e mais responsável", no qual "as pessoas realmente sentem-se parte da solução para construir pontes entre os que têm mais oportunidades econômicas e os que não as têm. Sintetizando, um mundo que não deixe ninguém para trás. Portanto, será central o abandono de uma mentalidade auto-referencial: "A Laudato si' nos desafia a ir além - afirma a reitora - a Universidade deve ser um sinal distintivo da proposta católica na sociedade portuguesa, atenta aos problemas sociais, ambientais, éticos ou jurídicos". Portanto, as palavras-chave da Universidade serão transversalidade nas disciplinas e propostas viáveis e reais, para se afastar de uma "cultura tecnocrática e superespecializada que acaba sendo limitada".

Atenção aos pobres

Enquanto que o Padre José Manuel Pereira de Almeida, Vice-Reitor da Universidade, ressalta que este é "um Ano particularmente importante para fazer uma virada" e promover "o cuidado da casa comum, com particular atenção aos pobres". Mais do que uma Encíclica "verde", na verdade, a Laudato si’ é "um documento da Doutrina Social da Igreja". Por esta razão o chamado para finalmente aproveitar a oportunidade de transformar "o estilo de vida, as escolhas, as prioridades de cada um", promovendo ao mesmo tempo uma Universidade "solidária e em prol do desenvolvimento sustentável".

Ecologia integral

Precedido no domingo 24 de maio por uma "Oração Comum pela Terra e pela Humanidade", o Ano Especial dedicado à Laudato si’ foi promovido pelo Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, com o apoio do Papa Francisco. Marcado por inúmeros encontros sobre o tema da ecologia integral, o Ano terminará em 2021, mas visa propor um compromisso público comum de "sustentabilidade total", a ser alcançado em 7 anos. Conta com a participação de várias realidades: famílias, dioceses, ordens religiosas, universidades, escolas, estruturas de saúde e o mundo empresarial, com particular atenção às empresas agrícolas.

Vatican News – IP

24 junho 2020, 13:02