Busca

Vatican News
Convenção da Mídia Árabe para a Fraternidade Humana, em Abu Dhabi, celebra um ano da assinatura do Documento. Convenção da Mídia Árabe para a Fraternidade Humana, em Abu Dhabi, celebra um ano da assinatura do Documento.  

Lançamento de Convenção da Mídia Árabe para a Fraternidade Humana

Para comemorar o primeiro aniversário da assinatura do Documento sobre a Fraternidade Humana, o Conselho Muçulmano de Anciãos lança na segunda-feira a Convenção da Mídia Árabe para a Fraternidade Humana, em Abu Dhabi.

Por Irmã Bernadette Mary Reis, fsp - Abu Dhabi - Cidade do Vaticano

Há um ano atrás, em 4 de fevereiro, dois líderes das maiores religiões do mundo assinaram um documento histórico. O aniversário da assinatura do Documento da Fraternidade Humana, pelo Papa Francisco e o Grande Imame de al-Azhar proporcionou o lançamento da Convenção da Mídia Árabe para a Fraternidade Humana por parte do Conselho Muçulmano de Anciãos em Abu Dhabi. 

Convenção da Mídia Árabe para a Fraternidade Humana 

Esta Convenção procura implementar o Documento sobre a Fraternidade Humana. Muitos meios de comunicação árabes responderam ao convite do Conselho Muçulmano de Anciãos e participarão do evento de lançamento segunda-feira.

Um dos representantes, o juiz Mohamed Abdel Salam, ex-assessor do Grão-Imam de Al-Azhar, explicou o papel da mídia no documento. “A mídia está no centro desse grande projeto humanitário. A mídia é, sem dúvida, um parceiro ativo ... e tem grande parte da responsabilidade, incluindo a responsabilidade por sua conscientização, educação e disseminação de valores e princípios humanos.”

Contribuição do Vatican News

O prefeito do Dicastério para a Comunicação, no Vaticano, Paolo Ruffini, também foi orador convidado da Convenção. O Dr. Ruffini fez um resumo de como o Vaticano cobriu a assinatura do Documento sobre Fraternidade Humana e os eventos subsequentes relacionados a ele. Ele lembrou à platéia o desejo do Papa Francisco de que a "era da comunicação possa nos levar à cultura do respeito mútuo".

Membros da imprensa reagem

Os membros da mídia árabe ficaram encantados ao saber como o Vaticano contribuiu para divulgar o Documento sobre Fraternidade Humana. 

Ibrahim Al-Abed, consultor do presidente do Conselho Nacional de Mídia dos Emirados Árabes Unidos, falou sobre o quão satisfeito ele ficou ao ouvir tudo o que o Vaticano contribuiu para divulgar o Documento sobre a Fraternidade Humana.

Muitos membros da imprensa árabe presentes para este evento cobriram a assinatura histórica do Documento há um ano. A editora-chefe em árabe da CNN, Caroline Faraj, disse que a assinatura do documento sobre a fraternidade humana foi uma surpresa completa para ela. "Eu estava literalmente verificando se era verdade ou não", afirmou. Esse evento "abriu os olhos das pessoas para saber mais", continuou ela. "Não foi apenas um evento; foi um evento histórico.”

Representando a Igreja Católica no Oriente Médio, o P. Rifat Bader, Diretor Geral do Centro Católico de Estudos e Mídia na Jordânia, explicou que o Documento sobre Fraternidade Humana teve um bom começo com a assinatura há um ano atrás. "Agora é a hora ... de pensar juntos", disse. Assumindo a liderança do Papa, as pessoas no Oriente Médio precisam apoiar iniciativas que reúnam as pessoas para promover não apenas valores, mas a verdadeira coexistência entre os diferentes crentes em um Deus."

04 fevereiro 2020, 10:34