Busca

Vatican News
Celebração da Festa da fraternidade humana, em Nova Iorque Celebração da Festa da fraternidade humana, em Nova Iorque 

Uma festa da fraternidade humana

O primeiro evento público organizado pelo Alto Comitê para a implementação do Documento sobre a fraternidade humana realizou-se na sexta-feira (20/09), na Biblioteca pública da Cidade de Nova Iorque, reunindo centenas de pessoas de diferentes âmbitos religiosos.

Bernadette Mary Reis, fsp - Nova Iorque

A Biblioteca Pública de Nova Iorque foi o lugar escolhido para a Festa da fraternidade humana, na sexta-feira, 20 de setembro. Este é o primeiro evento público em que participam os membros do Alto Comitê criado para implementar as disposições do Documento sobre a fraternidade humana, o histórico documento assinado em fevereiro passado pelo Papa Francisco e pelo Grande Imã de al-Azhar, Ahmed el-Tayyeb, durante o Ano da Tolerância.

Os convidados

Centenas de pessoas das mais diversas tradições religiosas se reuniram porque se sentem próximas aos valores sugeridos pelo Documento. O reverendo Kenjitsu Nakagaki se define "embaixador da paz" e quer saber porque foi escolhido o termo "fraternidade humana", mas também quer ter a certeza de que a tradição budista esteja representada nesta celebração. O diácono Mike e a sua esposa Ruth explicaram que a empresa em que Mike está empregado está trabalhando no projeto e no design da Casa da Família Abrahamic, que será revelado no final do evento. Eban Heath é um artista e escultor que trabalhou nos Países do Golfo; sente-se atraído pelo trabalho que o Comité está realizando porque a sua arte, junto com a sua paixão pela escrita, também representa a cultura e ilustra o que pode acontecer quando diferentes culturas "começam a dançar juntas".

O tempo das propostas positivas

O presidente do Comitê, o cardeal eleito Miguel Ayuso, declarou que a Santa Sé tem feito muito para combater o mal e agora é a hora de "demonstrar de forma positiva que a família humana pode conviver fraternalmente". O fato de fazer parte do Comitê representa o ápice do trabalho de uma vida: "Criar o diálogo para superar o medo nos corações e nas almas".

Curar um mundo despedaçado

O último membro inserido no Comitê, o rabino Bruce Lustig, falou sobre a importância do Documento e do Comitê e que irá colocar suas sugestões em prática. Foi incrível, disse ele, ver dois líderes religiosos mundiais assinarem um documento que representa um divisor de águas no caminho para a aproximação de judeus, cristãos e muçulmanos, acrescentando, além disso, que os membros do Comitê querem levar a cura a um mundo despedaçado.

A mais importante declaração assinada nos últimos tempos

Também a sua excelência Mohamed Khalifa Al Mubarak é membro do Comitê representando os Emirados Árabes Unidos; ele comentou sobre o fato de que em um mundo onde há tantas coisas que dividem, os Emirados estão comprometidos a unir. Como um farol de luz, eles querem levar luz a um mundo escuro; trazendo à luz o Documento, eles tomaram uma posição clara: "A Declaração - disse ele -, é a mais importante assinada nos últimos tempos".

Três Igrejas, uma única fundação

Sir David Adjaye Obe ilustrou os seus planos arquitetônicos para a construção da Casa da Família Abraâmica, um primeiro passo para a realização do Documento sobre a Fraternidade Humana. Em Abu Dhabi, projetos para a construção de uma igreja, uma mesquita e uma sinagoga já estão em andamento. Os três diferentes lugares de culto serão unidos por fundações únicas e colocados dentro de um jardim: uma imagem de significado importante para cada uma das três maiores religiões do mundo. "Embora feitos num estilo contemporâneo - explicou Sir Obe -, permanecerão fiéis à sua tradição religiosa.

O projeto revelado

Como prometido, a noite terminou com a revelação de um modelo da Casa da Família Abraâmica. O espírito da fraternidade humana do qual se espera a inspiração já está, portanto, em ação entre os convidados que deixaram o evento, enriquecidos pelo contato que tiveram com outras pessoas de diferentes contextos culturais e religiosos.

 

21 setembro 2019, 16:16