Cerca

Vatican News
Divulgação em 10 de abril ocorreu em evento organizado pela Fundação Nacional de Ciência dos EUA Divulgação em 10 de abril ocorreu em evento organizado pela Fundação Nacional de Ciência dos EUA  (2019 Getty Images)

Buraco negro: o universo revela sempre mais os seus segredos

O diretor do Observatório do Vaticano, Pe. Guy Consolmagno: a foto do consórcio “Event Horizon Telescope” confirma a teoria da relatividade. De agora em diante, os estudos científicos não serão mais os mesmos.

Federico Piana, Andressa Collet – Cidade do Vaticano

“ Sabe o que me lembra a foto capturada pelo Event Horizon Telescope? A primeira vez que Galileu observou através do telescópio: viu coisas importantes mas, sobretudo, abriu o horizonte científico e humano em possibilidades antes inimagináveis. Então, como acontece a Galileu, esta nova técnica vai nos consentir, de modo extraordinário, confirmar com dados reais as teorias sobre os buracos negros desenvolvidas até hoje. ”

O testemunho é de Pe. Guy Consolmagno, jesuíta, astrônomo dos EUA e diretor do Observatório Vaticano, o mais antigo do mundo, que respondeu às questões sobre uma novidade que é impressionante e histórica, porque tem a certeza que depois daquele aglomerado de energia a 55 milhões de quilômetros da Terra, capturado por uma jovem pesquisadora, os estudos astronômicos não serão mais os mesmos.

Pe. Consolmagno, a foto confirma de qualquer modo a teoria da relatividade de Einstein?

“Absolutamente, sim. E esse é um dos aspectos mais excitantes! A maneira em que esta foto é interpretada é a seguinte: os cientistas  realizaram uma série de modelos diferentes, assumindo a teoria da relatividade geral e depois disseram: se, nestes modelos, há esta orientação e esta é a massa e esta é a rotação, o que esperamos ver? Na verdade, teriam previsto exatamente aquilo que depois observaram. Tudo confirma que a teoria da relatividade funciona. E é surpreendente pensar que depois de mais de 100 anos uma teoria tão bizarra e difícil de compreender tenha superado perfeitamente todos os testes.”

Quais avanços científicos poderão decorrer dessa foto?

“A primeira coisa que a foto nos diz é que estamos no caminho certo para compreender o que são realmente os buracos negros. Encoraja a gente a usar a mesma técnica para estudar as massas semelhantes no universo. Mais em específico, com os dados em nosso poder, outros lugares poderão ser explorados, nos quais se encontram os buracos negros. Uma grande ocasião, sem precedente.”

Comentando a foto, um cientista ateu disse: ‘Agora a existência de Deus parece mais plausível’...

“Não concordo com essa afirmação. A minha fé em Deus não vem somente do fato de reconhecê-Lo na natureza: eu vejo Deus na natureza porque já acredito que Deus esteja ali. Penso, então, que esse cientista ateu esteja realmente admitindo indiretamente que, na realidade, ateu não é... Se vê o universo com os olhos da fé, a sua fé poderá somente ser confirmada, sempre. Mas se não há os olhos da fé, nunca verá Deus...”

O desenho da mão de Deus pode ser visto inclusive através da foto do buraco negro?

“É perigoso afirmar, porque, na verdade, eu vejo a mão de Deus em todo lugar. Então, dizer que seja num lugar específico poderia significar que em outros lugares não está. Ao invés, pode-se encontrar a mão de Deus no rosto dos pobres; encontrar a mão de Deus no amor entre duas pessoas que se casam ou entre duas pessoas que celebram 70 anos de matrimônio; encontrar a mão de Deus em tantos outros lugares. Deve somente ser capaz de enxergar. Às vezes, faz bem observar de uma maneira nova e surpreendente, porque isso lhe faz entender que Deus é muito maior da nossa imaginação...”

16 abril 2019, 14:57