Cerca

Vatican News
Argentina Argentina  (ANSA)

Mais de 1,5 milhão de crianças e adolescentes passa fome na Argentina

Observatório de Problemas Sociais mostra que 456 mil menores de 18 anos entraram para a lista da fome em um ano.

Manuela Castro – Cidade do Vaticano

Mais de 1,5 milhão de crianças e adolescentes até os 17 anos sofrem com o problema da fome na Argentina. Esse número representa um crescimento de mais de 456 mil jovens que passaram a fazer parte da lista da fome no último ano, segundo pesquisa do Observatório de Problemas Sociais da Universidade Católica da Argentina (UCA).

Os dados revelam que, entre o fim de 2017 e o mesmo período de 2018, a quantidade de crianças e adolescentes até 17 anos que sofrem com fome saltou de 1,116 milhão para 1,572 milhões.

A proporção de jovens nessa faixa etária que sofrem com o problema da fome na Argentina subiu de 21,7% para 29,3% no último ano. Os que sofrem com insegurança alimentar aguda passaram de 9,6% para 13% no mesmo período.

"Estima-se que metade das crianças no país é pobre em termos de renda, ou seja, vive em lares que não conseguem obter a renda necessária para alimentação, vestuário e transporte", afirma Ianina Tuñon, uma das autoras do relatório. "No entanto, nem todas as crianças pobres passam fome", explica a pesquisadora.

28 dezembro 2018, 17:08