Cerca

Vatican News
Vítima de Ebola levada pelos agentes de saúde Vítima de Ebola levada pelos agentes de saúde  (AFP or licensors)

Ebola: no Congo a pior epidemia na história do país

Desde agosto se alastra por toda a República Democrática do Congo a décima epidemia de Ebola. Segundo as autoridades, já morreram 200 pessoas nos últimos dois meses e meio, enquanto que há mais de 300 casos de infecção confirmados

Cidade do Vaticano

A atual epidemia do vírus Ebola na República Democrática do Congo é a pior na história do país. A afirmação é do próprio Ministério da Saúde. O programa de vacinações até agora inoculou cerca de 25 mil pessoas. Há anos, os esforços para deter a doença no país encontram obstáculos devido aos ininterruptos ataques aos agentes de saúde. “Até hoje, foram registrados 319 casos e 198 mortes”, disse o Ministro da Saúde Oly Ilunga, na segunda-feira (12/11). Metade das vítimas são de Beni, uma cidade de 800 mil habitantes na região de Kivu, afirma o Ministro.

ONU pede o fim dos ataques para controlar a epidemia

No final de outubro, o Conselho de Segurança da ONU adotou por unanimidade uma resolução que pede o fim imediato dos ataques armados na RDC porque estão comprometendo os esforços para deter a epidemia de Ebola. Na resolução releva que a falta de segurança nas regiões atingidas leva a uma maior “facilitação da difusão do vírus” no país e na região.

Médicos Sem Fronteiras: a epidemia não está controlada

Segundo Chiara Burzio, médica responsável da organização Médicos Sem Fronteiras, para a emergência Ebola na República Democrática do Congo, a epidemia ainda não está sob controle e a situação preocupa muito, especialmente em Beni. “Uma das maiores dificuldades encontradas – diz a médica – são as atividades de identificação dos contatos e o isolamento dos pacientes, assim como a promoção da saúde, seja porque a população se desloca com muita frequência por motivos pessoais e de trabalho, e também pelos ataques na região e os relativos a problemas de segurança”.

Ouça e compartilhe
13 novembro 2018, 15:29