Versão Beta

Cerca

Vatican News
2018.10.04 Congregazione Generale Sinodo dei Vescovi V Seminário de Comunicação começou no início da semana no Rio 

Igreja deve saber lidar com fake news, diz Dom Orani

O V Seminário de Comunicação da Arquidiocese do Rio de Janeiro termina hoje com reflexões sobre as novas mídias, fake news e crises

Amábile Corrêa – Cidade do Vaticano

Termina nesta quinta-feira (4), no Centro de Estudos do Sumaré no Rio de Janeiro, o V Seminário de Comunicação promovido pela arquidiocese local, com o tema “A cultura da convergência e as realidades de crise das instituições”. O encontro é uma oportunidade para que a Igreja analise o âmbito das novas tecnologias de comunicação.

Dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, conta como foi colocada em prática a ideia do evento, de formação dos sacerdotes em comunicação, após a Jornada Mundial da Juventude de 2013, no Brasil.

“Depois da Jornada é que surgiu essa oportunidade de proporcionar à Igreja do Brasil um encontro de comunicação para sacerdotes com especialistas e professores nacionais e internacionais que pudessem acrescentar reflexões acerca dessa caminhada e a importância da comunicação na Igreja e da Igreja.”

Fake News e os desafios da Igreja

O arcebispo do Rio de Janeiro também aborda o tema da convergência das mídias, as crises no setor e os desafios da Igreja, que deve dar uma resposta atual, contando com ajuda profissional e utilizando os novos dispositivos.

“Estamos tendo como tema a convergência de mídias que é muito comum hoje. Sabemos que tudo converge para vários tipos de mídias no mesmo dispositivo e também como administrar questões de crise. Crises que sempre existiram, existem e existirão, mas com a divulgação das mídias hoje se transformam em notícia mundial. É importante os sacerdotes, bispos, arcebispos e leigos ficarem atentos para lidar com as questões de fake news, as falsas notícias, e das interpretações errôneas”, afirma.

Sínodo: o rosto jovem da Igreja

A respeito do Sínodo dos Bispos dedicado aos jovens que iniciou nesta quarta-feira (3), no Vaticano, Dom Orani reconhece como mais um trabalho da Igreja para aproximar o jovem ao encontro de Jesus Cristo.

“Jovem é um grande segredo do presente e futuro da humanidade, aqueles que hoje tem todo o dinamismo da juventude e amanhã estarão levando adiante toda tradição e todos os aspectos da nossa sociedade. Portanto, é imprescindível pensar como nós trabalhamos, como evangelizamos, como chegamos nela, respeitamos, e como o jovem também torna-se protagonista de ser evangelizador de outros jovens. O jovem, a fé e o discernimento vocacional, começou no Vaticano, nossas orações em unidade para que chegue em um bom termo para que várias conclusões, iniciativas e sugestões possam brotar e ajudar toda igreja a continuar com seu rosto jovem”.

Ouça a reportagem
04 outubro 2018, 16:14