Versão Beta

Cerca

Vatican News
Fome provocada pelo conflito no Sudão do Sul Fome provocada pelo conflito no Sudão do Sul  (AFP or licensors)

5 crianças morrem no mundo a cada minuto por desnutrição

Save the Children lança uma campanha de conscientização. Todos os dias no mundo, 7.000 crianças menores de cinco anos morrem de causas relacionadas à desnutrição, cinco a cada minuto. Save the Children lança a campanha global "Até o último"

Alessandro Guarasci - Cidade do Vaticano

A campanha global lançada pela Save the Children tem como objetivo salvar as crianças que sofrem de desnutrição e manter alta a atenção voltada para um assassino silencioso e devastador que contribui de forma decisiva para a morte de cerca de metade dos 5,4 milhões de menores com menos de cinco anos que, a cada no, em nível global, perdem a vida por doenças facilmente curáveis e  que poderiam ser evitadas.

Desnutrição também causada por guerras

 

Conflitos, desastres naturais causados ​​pelas mudanças climáticas e a pobreza - destaca o relatório da Save the Children - são os três principais fatores que determinam o aumento da desnutrição infantil.

Em zonas de conflito, incluindo o Iêmen, a Síria e a República Democrática do Congo, mais de meio milhão de crianças com menos de 5 anos poderiam morrer desnutridas até o final do ano, caso não receberem assistência humanitária urgente.

A seca deixou 700 mil crianças famintas no Chifre da África

 

Da mesma forma, os efeitos devastadores de uma seca prolongada deixaram 700.000 crianças gravemente desnutridas no Chifre da África, enquanto em contextos particularmente marcados pela pobreza, os menores têm maior probabilidade de morrer antes de completar 5 anos, com 9 crianças em cada 10 afetadas pela desnutrição aguda, que vivem em países de renda média ou baixa.

A pobreza impede a luta contra a desnutrição

 

E a pobreza continua a ser um freio significativo na luta contra a desnutrição. Nos países mais pobres, cerca de 385 milhões de crianças vivem em condições de extrema pobreza, muitas vezes privadas de alimentação adequada, água, serviços de saúde e da possibilidade de frequentar a escola. Emblemáticos a partir desse ponto de vista, são os dados segundo os quais 90% das crianças afetadas pela desnutrição aguda vivem em países de renda média ou baixa.

16 outubro 2018, 17:46