Versão Beta

Cerca

VaticanNews
O vírus da febre amarela é endêmico nas zonas tropicais O vírus da febre amarela é endêmico nas zonas tropicais 

Febre amarela, aumento de casos de dezembro a maio

De julho de 2017 a 6 de fevereiro deste ano, foram confirmados 353 casos de febre amarela no Brasil.

Cidade do Vaticano

Está em andamento no município de São Paulo uma campanha de imunização com doses fracionadas e completas da vacina contra febre amarela.

A estratégia faz parte de um amplo plano de vacinação desenvolvido no Brasil, que conta com a participação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

De julho de 2017 a 6 de fevereiro deste ano, foram confirmados 353 casos de febre amarela no Brasil, dos quais 98 resultaram em mortes. Os informes de febre amarela no Brasil seguem a sazonalidade da doença, que surge, principalmente, no verão, geralmente com aumento de casos de dezembro a maio.

A propósito da transmissão da febre amarela eis o disse a epidemiologista clínica Dra. Miriam Sommer de Porto Alegre (RS).

Uma das maiores preocupações dos cientistas que estudam a febre amarela e de autoridades que tentam controlar o atual surto da doença é evitar que o vírus comece a ser transmitido nas cidades pelo mosquito Aedes aegypti, também vetor da dengue, chikungunya e zika.

A OMS recomendou a vacinação a todos os viajantes internacionais que pretendem ir a qualquer área do Estado de São Paulo, pelo menos dez dias antes da viagem, tempo necessário para o organismo produzir anticorpos contra a doença.

Eis o disse a Dra. Miriam sobre o período de incubação da febre amarela.

(Fonte OPAS/OMS)

Febre amarela
13 fevereiro 2018, 19:10